quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Sarah Butler - Ten Things I've Learnt About Love








Ficha técnica: Ten Things I've Learnt About Love
Autora: Sarah Butler
Editora Penguin Press
Lançamento original: julho/2013
Lançamento BR: ainda não
320 páginas


"Alice acaba de retornar a Londres depois de meses  viajando por outros países. Ela recebe a notícia de que seu pai está morrendo, e chega na casa da família apenas à tempo de dizer adeus.

Daniel não tem um teto sobre sua cabeça por anos, mas para ele, a cidade de Londres, é como se fosse sua casa de uma forma que nenhum tijolo e argamassa pode explicar. Ele passa todos os dias à procura de sua filha, a filha que ele nunca conheceu. Até agora...

Comovente e com foco positivo, esta é uma história única de amor perdido e encontrado, de desenraizamento e de regresso à casa e ao poder dos laços que os unem. É uma história para pais e filhas em todos os lugares."

ROMANCE CONTEMPORÂNEO. DRAMA.


(English review scroll down)


A capa me chamou a atenção quando vi pela primeira vez. A vermelha, numa versão que mais parece uma lista. Gosto de livros que enumeram situações, dicas, sentimentos. Torna tudo um tanto organizado.

O livro é drama. Uma moça perdida em buscar sua identidade, seu lugar no mundo. A filha caçula entre 3 irmãs, que acaba tornando-se uma viajante, perdendo-se para se encontrar.

Enquanto estava numa dessas viagens, por pouco ela não consegue se despedir de seu pai que estava morrendo. E depois disso a descoberta: ele sequer era seu pai.

O outro personagem central do livro é exatamente o pai biológico de Alice, Daniel.
Ele é um sem teto, por opção. Não gosta de ter amarras, responsabilidades. Mas paradoxalmente ele está mais do que "acorrentado" ao passado. Tem uma fixação pela mulher que o deixou e pela filha que ele nunca conheceu.

O relacionamento deles quando se conhecem transmite sentimentos ao leitor que podem deixar margens à dúvida, se é que você me entende. Há momentos em que a maneira com que ele se refere à mulher que amou/ama e à filha, como se fossem a mesma pessoa, fundidas.

O enredo é interessante. Fala de encontros e recomeços, mas confesso que em alguns momentos me senti desconfortável... Sinceramente esperava algo diferente. Não um romance água com açúcar; mesmo  se tratando de uma história de relacionamento entre pai e filha, NA MINHA OPINIÃO, a escritora perdeu a mão em alguns momentos.

3 estrelas.

Abaixo, outras opções de capas:





Sobre a autora





*ARC cedido pela editora, através do NetGalley, em troca de uma resenha de opinião honesta

----------------------------------------------------------------------------------------------

(English review)


The cover caught my attention when I first saw it. The red edition that looks more like a list. I like books that enumerate situations, tips, feelings. Makes it somewhat organized.

The book is drama. A girl lost in seeking her identity, her place in the world. The youngest daughter among 3 sisters, which ends up making herself a traveler, losing herself to try to find answers.

While on these trips, she almost  couldn't say goodbye to her father who was dying. And after that a revelation: he was not even her father.

The other main character is exactly Alice's biological father, Daniel .
He is homeless by choice . Not like having links, responsibilities. But paradoxically he is more than "chained" to the past . He has a setting for the woman who left him and the daughter he never met .

Their relationship when they meet conveys feelings to the reader who can leave margin for doubt, if you know what I mean. There are times when the way he refers to the woman he loved / loves and her daughter, as if they were the same person, merged.

The plot is interesting. About lost and found,second chances, but I confess there were times I felt uncomfortable... I honestly expected something different. Not a sweet-sugar romance ... Even if it were a story of the relationship between father and daughter, IN MY OPINION , the writer "lost her hand" in a few moments.

3 stars.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Sarah Zettel - Palace of Spies (Book #1)






Ficha técnica: Palace of Spies
Autora: Sarah Zettel
Editora HMH Books for Young-Readers
Lançamento original: 05/novembro/2013
Lançamento BR: ainda não
368 páginas


"Um aviso a todas as jovens de  delicadas que desejam embarcar numa vida de aventura: não façam isso.

Aos dezesseis anos de idade, Peggy é uma órfã bem-educada que é coagida a ser uma dama de companhia, no palácio do rei George I. A vida é bela, até Peggy começar a suspeitar que a menina que ela está representando poderia ter sido assassinada. A menos que Peggy  descubra a verdade, ela pode ser condenada ao mesmo destino terrível. Mas, em um tribunal de sombras e intrigas, qualquer um poderia ser o assassino, talvez até mesmo o jovem e bonito artista espião por quem Peggy está se apaixonando ...

História e mistério  na estreia desta série efervescente."


ROMANCE HISTÓRICO. SUSPENSE, YOUNG-ADULT. PRÉ-LANÇAMENTO.


(English review scroll down)

Mais uma autora a quem estou sendo apresentada.
A história se passa na época do Rei George I, ou seja, romance histórico, mas apesar disso, o foco na minha leitura foi mais a parte do suspense, mistério.

A história tinha tudo para começar mal. Peggy tem uma vida não muito satisfatória, vivendo com os tios e prima e sendo obrigada por esse tio a se casar com um homem desagradável. E para completar, o início deste suposto relacionamento foi terrível.

Declinando do compromisso, o tio de Peggy expulsa-a de casa. E quando ela recebe uma proposta de um desconhecido, mas que dizia ter sido amigo de sua mãe, para ser dama de companhia na côrte do rei.

Sem ter mesmo para onde ir, Peggy aceita.
Com o tempo ela começa a suspeitar que algo de muito estranho estava acontecendo naquele castelo, e que a menina a quem ela estava substituindo, tinha sido assassinada. Seria esse o seu fim?

Nesse meio tempo, Peggy conhece um "artista" que lhe cativa o coração, Matthew Reade. Entretanto, alguns detalhes poderiam colocar Matthew na lista de suspeitos.

Um livro voltado para o público jovem.
A autora parece ter feito uma pesquisa extensa sobre os costumes da época, e em alguns momentos isso tornou-se um pouco entediante. Mas para quem gosta de ler enredos recheados de intriga, o livro vale a leitura.

3,5 estrelas.

Como adquirir:  Amazon

Sobre a autora


Goodreads  |  Website  |  Facebook  |  Twitter


*ARC cedido pela editora, através do NetGalley, em troca de uma resenha de opinião honesta

---------------------------------------------------------------------------------------------

(English review)


Another author who I'm being introducing.
The story is set in the time of King George I, ie, historical romance , but despite this, the focus in my reading was more on the suspense part, the mystery.

The story had to start all evil. Peggy has a not very satisfactory life , living with her aunt and uncle and cousin and being forced by her uncle to marry an unpleasant man. And to complete, the beginning of this relationship was terrible.

Declining the commitment, Peggy's uncle expelled her from home. And when she receives an offer from a stranger, who claimed to have been her mother's friend, to be as a lady in waiting at the court of the king .

Without even having to go, Peggy accepted.
Over time she begins to suspect that something very strange was going on in that castle, and the girl whom she was replacing, had been murdered. Would that be her own fate?

Meanwhile , Peggy knows an "artist " that captivated her heart , Matthew Reade. However, some details could put Matthew on the list of suspects.

A book aimed to young audiences.
The author seems to have done extensive research on the customs of the time, and sometimes it became a little tedious. But for those who like to read story lines with an intrigue plot, the book is worth reading.

3.5 stars .

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Diane Setterfield - Bellman & Black: A Ghost Story







Ficha técnica: Bellman & Black
Autora: Diane Setterfield
Editora Atria/Emily Bestler Books
Lançamento: outubro/2013
Lançamento BR: ainda não
336 páginas


"Bellman & Black é uma história de fantasmas do tipo fazer o coração pulsar mais rápido, bem escrita e irresistível.
Seu herói é William Bellman, que, como um menino de 11 anos, matou uma  brilhante gralha negra com um estilingue, e que cresceu para ser alguém. Seus vizinhos pensam  que  'poderia ir para o bem ou para o mal'.  E de fato , embora a vida de William Bellman à primeira vista pareça abençoada, - ele tem um casamento feliz com uma mulher bonita, torna-se pai  de filhos brilhantes, fortes, e prospera nos negócios -  uma a uma as pessoas ao redor dele morrem. E em cada funeral ele se assusta ao ver um estranho homem de preto, sorrindo para ele. Na primeira, os mortos são parentes distantes, mas, eventualmente, seus filhos morrem, e  em seguida sua esposa, deixando para trás apenas uma filha, a sua favorita, Dora . Enlouquecido pela dor, William fica bêbado e se depara no túmulo recente de sua esposa com alguém que já estava lá lhe esperando, o estranho de negro sorrindo. O desconhecido tem uma proposta para William, um  misterioso negócio chamado  'Bellman & Black'"


DRAMA. SUSPENSE. SOBRENATURAL. ROMANCE CONTEMPORÂNEO. 


(English review scroll down)


Falar dos livros de Diana Setterfield nem sempre é fácil. Seus livros fazem a linha "ame-o ou deixe-o". Ela causa variadas emoções em seus leitores. Mas também é sabido que ela tem uma legião de fãs pelo mundo.

O primeiro livro dela que li foi A DÉCIMA TERCEIRA HISTÓRIA (lançado no Brasil pela editora Record).
Este, ainda inédito no país, traz uma história de arrepiar. Se bem que suas histórias sempre trazem algo de inacreditável, que te faz pensar na vida e questionar determinados temas.

Mas não pense que seus livros são tediosos. Ao contrário, mas admito que não são para todo tipo de leitor.

A sinopse foi bem explícita. William apronta uma peça enquanto criança sem saber que acabou sendo amaldiçoado. E apesar de a princípio sua vida parecer perfeita, aos poucos ele começa a perder tudo que lhe é mais importante. A morte o acompanha.

Mas a grande sacada é após todas essas perdas. Quando ele pensa que nada mais lhe resta, uma proposta lhe é apresentada. E é nesta proposta, e suas consequências, que se encontra toda nuance da história.

Um livro para divertir, fazer pensar e sentir uma necessidade pós leitura  diferente para cada leitor - que você nem mesmo sabia que tinha.

Abaixo, a outra opção de capa (kindle):




5 ESTRELAS!!!!


Como adquirir:  Amazon  

Sobre a autora





*ARC cedido pela editora, através do NetGalley, em troca de uma resenha de opinião honesta

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

(English review)



Speaking of Diana Setterfield's books is not always easy. Her books are more like "love them or leave them". It causes different emotions in readers. But it is also known that she has a legion of fans around the world.

The first book of hers I read was The THIRTEENTH HISTORY.
In this she brings a chilling story. Although her stories always bring something unbelievable, makes you think about life and questioning certain topics.

But don't think her books are boring. Rather, but I admit that they are not for every type of reader.

The synopsis was very explicit. William made something very bad as a child without knowing that just  cursed himself. And though at first his life seem perfect, he gradually begins to lose everything that is most important. Death accompanies him .

But the great thing is after all these losses. When he thinks he has left nothing more, an interesting proposal is presented to him. And this proposal and its consequences that is all nuance of the story.

A book for fun, to think and feel a different need to every reader post reading - something you didn't even know you had.

5 STARS ! !

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Jerry Oppenheimer - Crazy Rich: Power, Scandal and Tragedy Inside the Johnson & Johnson Dinasty






Ficha técnica: Crazy Rich
Autor: Jerry Oppenheimer
Editora Martin's Press
Lançamento original: agosto/2013
Lançamento BR: ainda não
496 páginas


"Desde a fundação da gigantesca empresa de saúde internacional  Johnson & Johnson no final de 1800 para o Johnsons contemporâneos de hoje, como o bilionário Robert Wood "Woody" Johnson IV, tudo é revelado nesta escrupulosa pesquisa, biografia não autorizada feita pelo autor do New York Times best-seller, Jerry Oppenheimer. 
Muitas vezes comparados ao clã Kennedy por causa das tragédias e escândalos que acontecem com famílias ricas e poderosas, com base em conversas, entrevistas exclusivas gravadas, o autor revela como a vasta fortuna da dinastia era tanto inebriante, quanto tóxica, através das gerações de uma família que deu ao mundo o band-Aid e óleo de bebê. Ao mesmo tempo, eles foram chamados de talvez a família mais disfuncional da Fortune 500. Oppenheimer é o autor de biografias do Kennedys, os Clintons, os Hiltons e Martha Stewart, entre outros ícones americanos."

BIOGRAFIA.


(English review scroll down)


Que atire a primeira pedra quem NUNCA usou um produto sequer da marca Johnson & Johsnson!!!!!

Impossível, não? Parando para pensar, desde que me entendo por gente - e isso não faz muito tempo - eu tenho em minha casa algum produto deles. Seja um esparadrapo, Band-Aid, remédio para dor de cabeça, algodão!!! Meu Deus, o algodão!!!!

Esta família que começou o seu poder graças a visão de um homem que regia sua recém criada empresa familiar com mão de ferro, enriqueceu e passou a fazer parte do poder norte americano.
Por conta de todas as áreas em que eles se envolveram, e nisso incluem-se todo o tipo de escândalos, eles foram comparados à famosa família Kennedy. Sim, os Johnson também chegaram no poder da Casa Branca  - Alguém já ouviu falar do Presidente Americano, que governou entre 1963-69, Lyndon B. Johnson? Pois bem, Johnson!



Retrato Oficial na Casa Branca
de Lady Bird Johnson, pintado
em 1968


Os Kennedy, também conhecidos como o clã dos Camelot



"Tóxicodependência, alcoolismo, overdose, adultério, homossexualismo, abuso de crianças, suspeita de rapto, uma trama de assassinato, tiroteio, trágicos acidentes, suicídio, tentativa de suicídio e outros caos - todos fazem parte do drama contínuo e sólido dos membros de uma das famílias mais ricas e poderosas do mundo ... Nós costumamos fazer uma comparação entre os Kennedys e os Johnsons..."




Este é daqueles livros em que você consegue penetrar nos segredos mais obscuros de uma família que faz de tudo para manter-se longe das fofocas, mas perto do alto poder. Quando o autor - na biografia não-autorizada - fala sobre escândalos, prepare-se: há realmente de tudo um MUITO nesse seio familiar. Mas também há lições de vida a serem levadas para toda a vida. A maneira com que esse império foi soerguido ainda inspira muitos dos atuais empresários.

A primeira fábrica


O primeiro comercial do talco Bebê Johnson


Ensinando a como usar o Band-Aid, em 1921


Se você gosta de biografias com conteúdo, este é o livro certo.
E o fato de ser não autorizada (o que lá fora não é proibido como aqui no Brasil), dá uma gostinho especial pelos muitos pecados revelados, sem nem sempre poderem ser perdoados.

5 ESTRELAS!!!!

Como adquirir:  Amazon |  Barnes & Noble  |  The Book Depository

Sobre o autor


Goodreads  |  Website  |  Amazon


*ARC cedido pela editora, através do NetGalley, em troca de uma resenha de opinião honesta
----------------------------------------------------------------------------------------

(english Review)


May throw the first stone who NEVER used a Johnson & Johnson product!!!

Impossible, no? Now that I'm thinking, since I can remember - and this not long ago - I have in my home a lot of their products. It could be a tape, a Band- Aid, a medication for headache, cotton!! My God, cotton!!!

This family began their power thanks to the vision of a man who ruled his newly created family business with an iron hand, enriched and became part of the North America high power.

Because of all the areas in which they were involved, and that include all kinds of scandals, they were compared to the famous Kennedy family. Yes, Johnson also reached power in the White House - has anyone heard of the American President, who ruled between 1963-69, Lyndon B. Johnson? Well, Johnson!

This is one of those books you can penetrate into the darkest secrets of a family that does everything to keep away from gossip, but near the top power. When the author - the unauthorized biography - talks about scandals, hold yourself : there are actually all kind of them within this family. But there are life lessons to be taken for life. The way in which this empire was uplifted still inspires many of today's entrepreneurs.

If you enjoy to read biographies with an excellent plot, that's your book.

5 STARS.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Janine Boissard - Pela Luz dos Olhos Seus




Ficha técnica: Pela Luz dos Olhos Seus (Histoire D'Amour)
Autora: Janine Boissard
Editora Arqueiro
Lançamento original: 2003
Lançamento BR: 2003
224 páginas


"Laura Vincent cresceu entre o mar e as macieiras da Normandia. Passou a adolescência à sombra da irmã mais velha. Agathe – a bela – era admirada e disputada por todos os garotos da cidade; Laura – a pequena – passava as noites em casa, lendo romances. Mas o destino preparou uma surpresa para Laura. Trabalhando como assessora de imprensa de músicos, ela recebe, no dia seguinte ao seu aniversário de 26 anos, a visita do agente de um dos tenores mais famosos do mundo. Ela é requisitada para ser guia dele e seu chefe não deixa margem para discussão.
Rico e bem-sucedido, Claudio Roman viaja pelo mundo emocionando plateias com sua voz. Fã de banquetes, bebedeiras e belas mulheres, ele parece ter tudo o que quer, porém seu comportamento esconde a amargura de nunca poder interpretar Alfredo, em La Traviata, por causa de um ataque criminoso que lhe custou a visão.
Laura está preparada para lidar com um homem difícil e arrogante, mas, assim que ouve Claudio cantar pela primeira vez, ele toca seu coração. Aos poucos, mais do que sua guia, ela se torna também a confidente das noites sombrias de angústia.
Como ela nunca lhe pede nada em troca de seu apoio, Claudio promete lhe dar qualquer coisa. No momento certo, ela cobra a promessa: quer que o cantor se submeta a um transplante de córnea capaz de lhe restituir a visão de um dos olhos.
Apaixonada e convencida de que Claudio não precisará mais dela quando voltar a enxergar, Laura vai embora sem se despedir e sem dar a ele a oportunidade de vê-la. Será que Claudio saberá lidar com essa decisão? Ou ele vai enfim perceber que sempre lhe faltou o alimento mais essencial à vida: o amor?"


ROMANCE CONTEMPORÂNEO. DRAMA.


O livro dividido em três partes, pelos diferentes pontos de vista dos personagens centrais, traz uma história de amor, assim como já diz o seu título no original em francês.

Laura vem de uma família feliz e apesar de sempre ter estado à sombra de sua irmã mais velha - e mais bonita, e simpática, e assediada, e elogiada... -, ela consegue traçar a sua vida de maneira a fazer o que deseja, buscando seu lugar ao sol.
Nessa busca, a surpresa veio em forma de um trabalho com dedicação exclusiva: ser assessora de um dos maiores tenores de sua época. Ele era talentoso, mulherengo, temperamental...e cego.

Claudio Roman não se conformava em ter perdido a chance de sua vida: interpretar Alfredo na ópera "La Traviata". Sem a visão, o seu trabalho ficou prejudicado, resumido a cantar em solo, numa produção mais intimista. Mesmo assim seu sucesso era estrondoso.

Sua fama de estar sempre cercado por belas mulheres e participar das festas mais badaladas e exclusivas ainda se mantinha, mas só aqueles que conviviam em seu círculo íntimo sabiam de sua agonia.
Laura passou a estar junto dele todo o tempo. A maneira com que ela lhe descrevia o mundo permitia-lhe voltar a enxergar por alguns momentos.

"...me lembro de todas as palavras que ela disse, porque me permitiam enxergar. Quando visitávamos um quarto de hotel, meu pobre David, ela dava de dez em você. Você teria dito: 'as cortinas são azuis, amarelas ou verdes', já ela dizia: 'Claudio, quando o vento as agita, é como o mar'. E eu via as cortinas e, de quebra, os barcos." (pag 174, 175)

Claudio era um sedutor por natureza. Quando não seduzia as mulheres com pleno intuito de levá-las à cama, seduzia-as com sua voz, e Laura acabou por deixar-se encantar na segunda forma. Desde o primeiro momento em que o ouvira cantar, ela sabia que ele era perfeito para ela.

A convivência deles foi se aprofundando, apesar de não terem chegado às vias de fato do sexo. E por vê-lo tão sofrido com essa mágoa sobre seu canto, ela decide convencê-lo a fazer a cirurgia que teria 50% de chance de curar uma de suas vistas.
A princípio ele reluta, mas tendo fé na fé dela, ele aceita.
Viajam para Nova Iorque, e tão logo ele sai da sala de cirurgia e o médico garante a ela que havia sido um sucesso, ela vai embora.

Com a visão recuperada a primeira coisa que Claudio quer fazer é finalmente olhar para Laura, conhecer seu pequeno pardal, mas ela havia desaparecido.
Ela cumprira a promessa:

"Você será Alfredo."

Com a visão recuperada, com estreia marcada para fazer Alfredo em "La Traviata", Claudio tinha tudo para sentir-se feliz e tocar sua vida para frente. Mas ele não conseguia esquecer o que o seu pardal fizera por ele. E, com isso, ele sai numa busca enlouquecida para encontrá-la.

Não havia fotos de sua pequena, mas a todas as pessoas a quem perguntava como ela era, diziam as maravilhas. Laura encantara a todos com seu jeito meigo e sem querer fizera-o ver mais do que a visão literal poderia alcançar:

"Os dois homens apertaram-se as mãos.
- Pão e música, é verdade que o senhor lhe disse isso? - perguntou o pai.
- Os dois alimentos indispensáveis à vida - completou Claudio.
Uma reprimenda atravessou o olhar triste pousado sobre ele.
- Está esquecendo o amor, cavalheiro." (pag.162)

"Pela Luz dos Olhos Seus" encanta pela simplicidade com que mostra o amor de uma normanda por um famoso tenor, e que a "cegueira" pode estar mais arraigada na alma do que no olhar.

Abaixo. algumas das muitas capas da edição francesa desde sua publicação, uma em português e o audiobook em inglês:








A autora:


Goodreads |  Amazon



*Livro cedido pela editora em troca de uma resenha de opinião honesta.

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Ka Hancock - Dançando Sobre Cacos de Vidro



Ficha Técnica: Dançando Sobre Cacos de Vidro (Dancing on Broken Glass)
Autora: Ka Hancock
Editora Arqueiro
Lançamento original: 2012
Lançamento BR: 2013
336 páginas


"Lucy Houston e Mickey Chandler não deveriam se apaixonar. Os dois sofrem de doenças genéticas: Lucy tem um histórico familiar de câncer de mama muito agressivo e Mickey, um grave transtorno bipolar. No entanto, quando seus caminhos se cruzam, é impossível negar a atração entre eles. 

Contrariando toda a lógica que indicava que sua história não teria futuro, eles se casam e firmam – por escrito – um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpá-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey será sempre honesto. Lucy será paciente. 

Como em qualquer relação, eles têm dias bons e dias ruins – alguns terríveis. Depois que Lucy quase perde uma batalha contra o câncer, eles criam mais uma regra: nunca terão filhos, para não passar adiante sua herança genética. 

Porém, em seu 11° aniversário de casamento, durante uma consulta de rotina, Lucy é surpreendida com uma notícia extraordinária, quase um milagre, que vai mudar tudo o que ela e Mickey haviam planejado. De uma hora para outra todas as regras são jogadas pela janela e eles terão que redescobrir o verdadeiro significado do amor."

ROMANCE CONTEMPORÂNEO. DRAMA.


Você acredita em amor à primeira vista?


Lucy estava comemorando seu aniversário de 21 anos num clube quando conheceu o "host" de palco. Espirituoso, engraçado, simpático e ainda por cima muito bonito. Só havia um problema até então: ele estava de papo com a sua irmã linda e maravilhosa, Priscilla. Mas ainda assim, Lucy ficou tentada a deixar seu número com Mickey - ou Michael, como às vezes o chamam. Afinal, a esperança é a última que morre.
Mas Mickey nunca ligou...

Mickey era um dos donos da casa noturna e volta e meia ele se fazia de "host", contando piadas e animando as festas. Estava conversando com uma loura linda, mas por alguma razão, sentiu-se atraído por uma morena baixinha, e só depois soube que a festa era em homenagem a ela. Alguma química rolou entre os dois. No final da festa ela deu seu telefone a ele. Entre surpreso e feliz, ele adorou o gesto. Mas nunca ligou.


Você acredita em destino?


Com um histórico de câncer na família, uma noite particularmente difícil rondava a vida de Lucy. Após a cirurgia de sua irmã Priscilla, a qual havia descoberto um caroço em seu seio, Lucy resolve dar uma volta pelo hospital para espairecer e na lanchonete, praticamente deserta, ela encontra um paciente solitário. Qual foi sua surpresa ao ver que tratava-se do mesmo homem que a encantara em seu aniversário naquela noite no clube. O mesmo que ela tivera esperanças de que telefonaria para ela, marcariam um encontro e algo de muito mágico poderia acontecer. Será que só ela percebera que havia uma conexão entre ambos?

Mickey melhorara de sua última crise a ponto de poder sair do quarto sozinho e dar uma volta pelo hospital.
Ele sofre de transtorno bipolar e quando entra no momento de euforia, geralmente logo a seguir ele surta. E nesses surtos ele não sabe quem está à sua volta ou pode até mesmo ser violento.
Seu transtorno é classificado como raro porque seu organismo muito rapidamente acostuma-se com sua medicação, tornando-se necessário estar sempre vigilante quanto à mudar a dosagem ou o tipo de remédio. Seu médico, o Dr. Gleason, mais do que seu terapeuta, é um amigo pessoal.
Ao encontrar-se com aquela mulher que lhe encantara no clube e ser confrontado por ela do porquê nunca havia ligado, ele decide que a vida poderia estar lhe dando uma oportunidade. Ao menos ele poderia tentar...





Lucy e Mickey se apaixonam e decidem casar.
Ao longo dos anos eles enfrentaram as crises e internações de Mickey e o ataque de um câncer em Lucy.
Eles nunca fraquejaram. Nunca pensaram em separação. 
A cada retorno de Mickey do hospital era como um recomeço. A vitória dele sobre o monstro de sua doença. E eles comemoravam como nunca. E se amavam e eram amados por todos.


Você acredita em milagre?


Lucy e Mickey tomaram várias resoluções, e elas foram feitas por escrito. A última delas era de que nunca teriam filhos, assim, não transmitiriam suas respectivas doenças e cargas.
Mas mesmo após ter se submetido a uma laqueadura de trompas, Lucy engravidou. Eles teriam de decidir se mantinham a criança ou interrompiam a gravidez. Se só o amor um pelo outro bastava, ou se aquela vida recém descoberta já fazia parte do círculo de amor deles.


Este foi o livro de apresentação dessa autora para mim e devo dizer que muito me surpreendeu.
Ele havia sido recomendado por uma amiga que dissera "chorei em todos os capítulos".
Opa!!! Isso para mim já era um alerta para NÃO lê-lo!  Mas a curiosidade e ouvir tantas pessoas falando bem, foram mais fortes e eu cedi. E não me arrependi.

Não, eu não chorei em todos os capítulos (será que é porque sou mais duro na queda?), mas tem várias passagens de arrepiar os pêlos.
O amor de Mickey e Lucy é lindo. Mas lindo de uma maneira pura, singela, profunda.
Ela, principalmente, SABIA o que ia enfrentar pela frente, mas simplesmente seria quase impossível viver sem Mickey.

"Naquele momento percebi que não valeria
a pena viver sem Mickey Chandler.
Eu o amava de todo meu coração.
Mesmo com todos os seus problemas." 


As provas por que eles passaram só fizeram fortificar o amor deles. É quase um conto de fadas, mas sem a parte do tudo ser divino, maravilhoso.
Com o advento da gravidez tudo se complica, e eles passam pela maior tribulação de suas vidas, e teriam de, juntos, decidir qual rumo tomar.

Mickey ama Lucy como nunca amou ninguém na vida e ela é seu porto seguro.
Lucy ama Mickey acima de qualquer coisa e torna-se seu pequeno milagre...

Um livro para ler com a alma aberta e deixar-se ser guiado(a) para um lugar onde só o coração tem a chave para abrir a porta.

5 ESTRELAS TOTAL!!!

Abaixo a capa americana.



 Sobre a autora:



Facebook  |  Website  |  Twitter  |  Blog  |  Goodreads


*Livro cedido pela editora em troca de uma resenha de opinião honesta

sábado, 19 de outubro de 2013

Nova Parceria Vem Por Aí | Novidades da Editora Arqueiro

Pois é, minha gente, depois de dois anos de existência, o blog A Borboleta que Lê conseguiu sua parceria brasileira.
Isso significa mais oportunidades, mas também mais responsabilidades.
As parcerias já existentes eram todas de editoras internacionais, ou quando os autores - em especial aqueles independentes "indies" - escreviam diretamente para mim me perguntando se gostaria de ler suas obras.

Até hoje consegui encontrar verdadeiras pérolas entre esses autores estrangeiros e muitos deles acabaram tornando-se amigos virtuais queridos, onde trocamos figurinhas sobre outros autores e livros.

Fiquei muito feliz em entrar para o cast de parceira da Editora Arqueiro/Sextante.
Comecei o meu caso de amor com esta editora a partir do lançamento da série dos Tigres, e de lá para cá já resenhei várias de suas obras. Portanto, desde o mês de outubro - mês vigente - sou a caçulinha nesse quesito parceria.

Com isso, aguardem as muitas resenhas que vem por aí.




  


E mais os lançamentos já programados para os próximos meses:




E como quem acompanha o blog e a página no Facebook sabe o quanto amadoro o gênero romance histórico, fui honrada em poder visitar a editora e bater um longo papo sobre o assunto. 


Os grupos Romances Históricos Brasil e Romances de
Época Arqueiro em reunião com a equipe da editora


Por isso, a partir de agora, grandes resenhas da Editora Arqueiro/Sextante vão brotar mais por aqui.
Beijos e obrigada a quem sempre me visita e me manda mensagens de encorajamento.
Um blog é feito de comentários.