sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Livros de Novembro

O ano está acabando, gente!!!!
E, segundo os Maias, o mundo também.
Daqui a 21 dias o mundo vai acabar e posso afirmar que sequer cheguei na metade da minha lista de leituras.
A cada ano coloco uma meta de leitura e este, no parece, vou conseguir ultrapassar meu próprio recorde de 2009, 203 lidos. Até 31 de dezembro devo ter lido cerca de 210 livros. Ah, mas ainda tem uns bons livros em papel, fora os ebooks que recebo aos borbotões de amigas...

Bom, mas cada coisa a seu tempo.
Este mês apresento alguns dos tesouros que adquiri. Comprados, ganhados em amigos secretos, em sorteios. Alguns já lidos e resenhados, outros, segurando a senha.





amigo oculto "Só Para Leitoras", via correios


sorteio em evento. Cortesia da editora


livros de banca: doações e troca-troca


Trilogia das Flores: só leio depois que sair o terceiro


os românticos do mês


foi bem recomendado, mas ainda não li


os pós apocalipse (lidos e resenhados)


engraçado... ainda estou lendo


meu novo xodó vampírico

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Bella Andre - Os Sullivan | Lançamentos


Os Sullivan é uma série composta por 8 livros, escritos por Bella Andre, que traz a história dos  8 irmãos com este sobrenome.
Criados pela mãe e pelo irmão mais velho, Marcus Sullivan (livro #2), os 6 homens e 2 mulheres (gêmeas), agora já adultos, mostram seus dissabores, dificuldades e aventuras para encontrarem o verdadeiro amor.
Há quem diga que os livros são água com açúcar demais, comparando-os até aos desprezados livros de banca. Eu acho que as histórias têm seu potencial.
A autora não pretende escrever um livro polêmico, com suspense, assassinatos. Ela mostra a que veio nos brindando com romance, temperado com muito bom humor.

Já lançados pela autora tem os seguintes livros:

#1 - The Look of Love (Um Olhar de Amor) - Chase & Chloe
#2 - From This Moment On (Por um Momento Apenas) - Marcus & Nicole
#3 - Can't Help Falling in Love (Não Posso me Apaixonar) - Gabe & Megan
#4 - I Only Have Eyes for You - Sophie (a gêmea boazinha) & Jake
#5 - If You Were Mine - Zach & Heather
#6 - Let me be the one - Ryan & Vicky




Hoje, recebi uma newsletter da autora avisando que o sétimo livro já está disponível à venda:



#7 - Come a Little bit Closer - Smith & Valentina.

No Brasil a editora Novo Conceito tem sido uma mãe!! Desde o lançamento do primeiro livro, Um Olhar de Amor, ela não tem demorado em lançar os seguintes. E hoje, também, a editora informou através de sua página no Facebook, que mês que vem estará lançando o livro 3, sendo que o 2 foi lançado no início de novembro!!!! Ma-ra-vi-lha!!!!




E você já reparou, principalmente pelos títulos no original, que a autora gosta de nomear seus livros com nomes de músicas famosas?
Em minhas resenhas sempre busco conhecer qual versão a inspirou a colocar determinado título. O nome do livro 2, por exemplo, foi uma surpresa, quando pensei que a música de Shania Twain tinha sido a inspiração e, na verdade, foi uma antiga música de Cole Porter. Mas coloquei as 2 versões no final daquela resenha....

Se tudo continuar assim, teremos a coleção completa muito em breve.
É ler e se apaixonar.
E você? Já tem o seu irmão preferido?

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Caris Roane - Obsidian Flame (Ascension Series #5)



Ficha técnica: Obsidian Flame
Autora: Caris Roane
Editora St. Martin's Paperbacks
Lançamento original: 2012
Lançamento BR: ainda não
438 páginas

"Ela precisa mais do que um amante.
Por centenas de anos, Marguerite tem sido aprisionada e usada por suas poderosas habilidades psíquicas. Seu único alívio vem das visitas regulares de Thorne, seu amante vampiro. Cada toque dele a deixa faminta por mais... e doente pelo próximo encontro. Quando Marguerite finalmente se vê livre, ela volta para a Terra Mortal para começar uma nova vida. Ela transforma seu cabelo num louro platinado, pinta suas longas unhas de vermelho, e seduz um estranho muito sexy. Mas por que ela não consegue parar de pensar em Thorne?

Ele precisa mais do que o sangue dela.
Agora que Marguerite se foi, Thorne a necessita mais do que nunca... e ele a segue à Terra Mortal. Infelizmente, ele não é o único vampiro atrás dela. Como uma das mulheres da tríade com habilidades da Força Obsidiana, Marguerite é um tesouro valioso  e uma arma perigosa. Para Thorne, ela é a alma gêmea que ele tem de proteger a qualquer custo... mesmo com sua própria vida."

LITERATURA FANTASIA-ERÓTICA.

Imagine um personagem masculino que você adora. Aquele cara boa praça, lindo, maravilhoso, um líder nato. Um cara que os colegas de trabalho seguem com orgulho. Um cara que não falta o dia trabalho e nem chega atrasado. Agora imagine este mesmo cara se apaixonando pela mulher mais desqualificada da paróquia. Bonita, mas ordinária. Daquela que quer dormir com TODOS os caras que passar pela frente dela (e quando digo todos, quero dizer TODOS), inclusive os melhores amigos dele, quer casados ou não. Entendeu agora a minha situação por que levei meses lendo este livro?

Dá para entender? Uma série que amo de paixão, que quero a todo custo que seja lançada no Brasil, mas que a autora (uma graça de pessoa por sinal) me fez o favor de criar praticamente uma antiheroína.

Aff...foi difícil, mas consegui. Do meio do livro para frente as coisas começam a mudar e aí, a história fluiu melhor, a partir da mudança de comportamento de Marguerite.

Marguerite teve uma vida difícil. Por ser uma filha com "espírito livre" e filha de pais absurdamente fanáticos religiosos, eles achavam que a filha era um caso perdido e a trancaram numa espécie de convento. Lá a única pessoa com quem ela se dá bem é a doce Grace, religiosa por vocação, e com ela, Marguerite conhece Thorne.
A conexão deles é imediata e dali eles passam a ser amantes.
Centenas de anos após, quando Marguerite finalmente consegue se livrar dessa prisão, ela e Thorne são acometidos pelo breh heden. 
Se você se lembrar das resenhas dos livros anteriores, o breh é quando um casal se identifica como alma gêmea um do outro, através de um cheiro característica que um exala para o outro. Os cheiros podem ser os mais estranhos possíveis. Algo que seja pessoal de cada um. No caso de Thorne e Marguerite, para ele, ela cheira a rosas; e para ela, ele cheira a fumo de cachimbo...





Livre, Marguerite vai para a Terra Mortal (existem várias Terras nesta série, como se fossem dimensões paralelas) e se produz para recuperar o tempo perdido.
Uma vez que uma pessoa é acometida pelo breh, é quase impossível viver sem a sua tampa da panela, sua metade da laranja, ou qualquer porcaria dessa, e com isso, Thorne abandona sua posição de líder dos guerreiros e vai atrás dela.
Por uma série de acontecimentos - principalmente pelo fato de que ela é a segunda na tríade Obsidiana e com tanto poder e inimigos atrás dela, ela não consegue se defender sozinha -, ela e Thorne ficam juntos. Mas apenas até que consigam vencer mais um round do inimigo.
Papo vai, papo vem, muita pancadaria depois, ela cai em sí de que Thorne é o homem certo para ela e resolve ficar com ele. Mas como desgraça nunca vem desacompanhada, a irmã dele, Grace, é sequestrada e Thorne.... bem, digamos que se Madame Endelle, a chefe "boca suja" de Thorne, não intervisse, ele seria um personagem a menos nessa história.

Como se diz, quanto maior o pecado, maior a redenção. E a forma com que Marguerite cai em si e aceita que ao ficar com Thorne na verdade ela não está abrindo mão de sua liberdade, é tocante.

Acredite, o livro é bom, a história envolve. Thorne é um guerreiro de mão cheia e seus poderes crescem de uma forma a olhos vistos.
Marguerite muda e isso faz a gente respirar aliviada e até ficar feliz. Mas ainda acho que a autora podia ter arrumado uma heroína um pouquinho menos p...  Thorne, pelo menos, merecia isso.

No próximo livro, a ser lançado em dezembro, teremos a história de Leto e Grace.
Esta será ainda mais complicada, porque a autora resolveu colocar que Grace teve breh com 2 homens diferentes. Leto e Casimir. Bom, um deles terá de morrer porque acho que um caso de bigamia não pega bem entre os guerreiros, especialmente porque após completarem o acasalamento, eles se tornam possessivos e territorialistas. Vamos ver como a autora se sai dessa...
E sobre os cheiros... Ele sente nela o cheiro de terra... Ela sente nele o cheiro da floresta...
Ecológicos eles, não?



terça-feira, 27 de novembro de 2012

Capas que Amadoro #2


Quem me conhece e  segue minha página no Facebook (por falar nisso, você está seguindo minha página por lá? É só clicar no quadrado d'A Borboleta que lê no alto à direita), sabe o quanto eu adoro uma capa de livro.
Sim, porque uma capa bem feita, que retrata legal os personagens, com cores vibrantes, já ganha o leitor em 50%. Os outros 50% ficam por conta de uma boa sinopse na contra capa ou orelha do livro (acreditem, já li umas sinopses pavorosas, que nada tinham a ver com o livro, mas não é que o livro era bom? Nesse caso, uma recomendação de uma amiga de confiança ajuda).

Aqui no Brasil, tirando as capas que as editoras compram do original (lá eles têm anos de experiência nesse quesito), só há pouco tempo que começamos a perceber que os designers brasileiros finalmente aprenderam o que o leitor gosta, o que ele quer ver numa capa.

Por falar nesse assunto de capa, volta e meia ouço de leitoras desgostosas porque a editora brasileira não copiou a capa original de uma determinada saga, e todo esse bla-bla-bla. Meu povo, quando a editora compra os direitos de um livro, a capa NÃO está incluída. Ela (a editora), se quiser ter a mesma capa no Brasil (como é o caso da série da Maldição do Tigre, por exemplo), precisa negociar pela capa também. E às vezes a editora é pequena, não tem esse cacife todo para comprar livro + capa.
Mas como eu disse, de uns tempos para cá as capas brasileiras têm sido lindas. Mais alguns poucos anos e estaremos rivalizando com os experts estrangeiros.

Abaixo eu resolvi compartilhar com vocês algumas das capas que têm aparecido na timeline d'A Borboleta que lê. Muitos desse autores eu não conheço, mas as capas chamam atenção. E confesso, já encomendei alguns desses livros só por causa da capa ;)

esta capa de um romance
contemporâneo eu achei
fofa. Não deixa dúvidas
sobre o que o livro se trata



A grande maioria das capas que me apaixono é de livros históricos. Eis algumas:







este é gênero paranormal


















Esta capa, do livro 2 da série "Belo Desastre", de Jamie McGuire, foi divulgada no mês passado. Seu lançamento será ano que vem, e as fãs do mundo todo estão eufóricas. Não ficou linda?




E um exemplo de capa made in Brazil (um dos muitos casos em que a editora NÃO comprou as capas originais), o próximo lançamento da saga Irmandade da Adaga Negra.
Muitas fãs não gostaram porque a equipe de arte valorizou a personagem feminina, quando os livros da série são focados nos guerreiros. De qualquer forma, achei a capa muito bonita. A modelo tem um rosto lindo e a arte ficou realmente boa. Se a capa expressa a história do livro ou não, aí, já é outro caso.


segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Jeaniene Frost - Once Burned (Night Prince Series #1)



Ficha técnica: Once Burned (Night Prince Series #1)
Autora: Jeaniene Frost
Editora Avon
Lançamento original: 2012
Lançamento BR: ainda não
384 páginas

"Ela é uma mortal com poderes sombrios.
Após um trágico acidente ter marcado seu corpo e destruído seus sonhos, Leila nunca imaginou que o pior ainda estava por vir: poderes aterrorizantes que a permitem liberar energia e descobrir os segredos mais obscuros de alguém através de um único toque. Leila está condenada a uma vida de solidão... até criaturas da noite a sequestrarem, forçando-a a buscar com um pedido de socorro telepático, o vampiro mais infame do mundo.
Ele é o Príncipe da Noite.
Vlad Tepesh inspirou a maior lenda de vampiros - mas não importa o que faça, não o chame de Drácula. A habilidade de Vlad em controlar o fogo o torna um dos vampiros mais temidos, mas seus inimigos encontraram uma nova arma contra ele - uma linda mortal que combina poderes com o seu. Quando Vlad e Leila se encontram, entretanto, paixão inceideia entre eles, ameaçando consumir a ambos. Eles precisarão dar tudo de si para impedir um inimigo decidido a consumi-los nas chamas."





ROMANCE FANTASIA.


A série Night Huntress deu filhotes.
Este livro não é o único a sair dos muitos vampiros personagens da série de Cat e Bones, mas sem dúvida Vlad, o vampiro sempre mal humorado ao encontrar Bones, merecia o seu.
Se você leu a série citada, sabe que Vlad e Bones não são amigos. Interesses em comum fazem com que acabem lutando  em parceria. Além do que, com seu poder de ler mentes, devido aos seus muitos anos de existência, faz com que ele se aborreça rapidamente das pessoas à sua volta, e Cat é uma das poucas pessoas que não faz isso. Só por isso ele já tolera o Bones.

Além dos 6 livros da série Night Huntress lançados (lá fora. Aqui no Brasil o quarto acabou de ser lançado pela editora Novo Século), há mais dois chamados de SPINOFF, que trazem as histórias de Spade e Mencheres, e de como conseguiram suas respectivas parceiras. Só depois destes livros é que vem este de Vlad. 
Mas não se preocupe. Ler este antes dos outros não atrapalha em nada. Apesar de alguns dos outros personagens aparecerem aqui de forma rápida, nenhum detalhe anterior é requerido para melhor entendimento.

Mas vamos a esta história:
Vlad é um vampiro Master. Além da capacidade de ler mentes, ele consegue controlar o fogo. Sua vida acaba se encontrando com Leila Dalton, já que ela é sequestrada por outros vampiros com o intuito de, através de seus poderes psíquicos, descobrir o paradeiro de Vlad.
Após matar os sequestradores dela, Vlad acha melhor mantê-la próxima a ele até descobrir quem é o real mandante do sequestro e, consequentemente, quer matá-lo.

É claro que ao longo dessa convivência em seu castelo na Romênia, o clima esquenta. E ela encontra-se apaixonada por ele, mesmo sabendo, avisado por ele próprio, de que não espere amor da parte dele.
A partir daí há muitas cenas de caça, bate boca entre os dois, situações hilárias com o aparecimento de outros vampiros amigos-aliados e hot, beeeeem hot.

A autora sempre escreve na primeira pessoa, focando no personagem feminino. Mas não é cansativo. Até porque o fato dele conseguir ler a mente dela, ela se vê em maus lençois ao pensar em certas coisas.

Segundo o site da autora, o livro 2 desta série será lançado em 26 de março de 2013 e terá a seguinte capa:



E para quem se amarra num book trailer, aqui está o deste livro:



Nota¹: a escolha do modelo das capas desta série não poderia ser melhor. Paul Marron é um modelo maravilhoso, que já estampou outras séries de livros sobrenaturais, inclusive um dos livros da saga Adaga Negra.

Nota²: A partir de agora, Jeaniene Frost figura entre as escritoras vips de meu blog.



*Ao som de "Linger", de Cranberries
http://www.youtube.com/watch?v=2PhOfJhJKZk

sábado, 24 de novembro de 2012

Anna Sheehan - Adormecida



Ficha técnica: Adormecida (A Long, Long Sleep)
Autora: Anna Sheehan
Editora Lua de Papel
Lanaçamento original: 2011
Lançamento BR: 2012
272 páginas

"Rose Fitzroy esteve dormindo profundamente por décadas... então acordou.
Imersa num sono induzido, esquecida em um porão há mais de 60 anos, a jovem era tratada como desaparecida, enquanto os anos sombrios pairavam sobre o mundo.
Despertada como por encanto, e descobrindo-se herdeira de uma corporação multimilionária, Rose vai entendendo pouco a pouco, tudo o que aconteceu em sua ausência, recompondo suas lembranças, a fim de recuperar a própria vida.
Ela descobre que seus pais estão mortos. O rapaz por quem era apaixonada não é mais que uma mera lembrança. A Terra se tornou um lugar estranho e perigoso, especialmente para ela, que terá de assumir o seu lugar à frente dos negócios.
Desejando adaptar-se à nova realidade, Rose só consegue confiar numa única pessoa. Algo lhe diz que ela a conhece, mas seria impossível. Ela até gostaria de deixar o passado para trás, no entanto, ao pressentir o perigo, percebe que precisa enfrentá-lo - ou então não haverá mais futuro."


**SPOILER**


Impossível falar sem dar algum spoiler, mas vou tentar me controler sobre as partes mais surpreendentes...

O resumo do livro é bem direto. A menina, aos dezesseis anos, e colocada para dormir, numa espécie de câmara hiperbárica (lembra da cama do Michael Jackson?), e, por azar, um pouco depois, os Tempos Sombrios começaram, e lá ela permaneceu. Para sua sorte... ou azar.
Os Tempos Sombrios são descritos como um período realmente devastador.
Um estilista resolve que a última tendência em moda seria a pele de marmota e vai até a China buscar algumas toneladas. O que ele não contava é que algumas dessas peles tiveram seus genes modificados e uma espécie de vírus mortal começou a se espalhar pelo mundo. Lembra daquele filme "Contágio", no qual todo mundo que respirou o mesmo ar de alguém contaminado, morre? Pois bem, o mesmo ocorreu.
Pra completar o quadro, doenças já controladas, como a tuberculose, voltaram com força total. O HIV se aproveitou da baixa imunidade das pessoas e marcou presença. E como desgraça pouca é bobagem, além da população morrer, ela não conseguia mais se reproduzir porque os alimentos geneticamente modificados impediram a reprodução. Resumindo: a humanidade se fu...

Os que sobreviveram deram um jeito de se reestruturar, e é nesse ambiente ultra-cibernético que Rose desperta. Sem família, sem amigos, sem rumo.
Única herdeira de um império, ela não tinha idade legal, nem condições de assumir seu lugar. Sim, porque apesar de ela já beirar os 100 anos, o que conta é a idade em que a pessoa é colocada em estase (a palavra para designar seu congelamento).
Seu corpo está arrasado pela fadiga muscular, seus órgãos não funcionam tornando quase impossível comer, até seu batimento cardíaco precisa ser monitorado e ajudado por nanorrobôs injetados em seu corpo.
Além disso, ela precisa se acostumar com o modo de vida da época e tentar se integrar a uma nova família, escola, amigos.

Ela é considerada uma esquisita, a maioria das pessoas não se aproxima dela, um de seus melhores amigos acaba sendo um menino de pele azul, geneticamente feito em laboratório, meio ET.
Tudo ia normal até que alguém quer assassiná-la. E é nessa busca/fuga desvairada que Rose começa a descobrir o que realmente aconteceu em seu passado, quem quer matá-la e porque ela é como é.

Até aqui, beleza. O livro fica meio parado até mais ou menos a página noventa e pouco, quando a ação começa. Chegar até essa página foi um suplício. Eu já começava a pensar em abandonar o livro (coisa que normalmente NÃO faço), quando a ação começou. Aí, não consegui largar até terminar.

Mas vamos combinar, que merda de vida era aquela daquela garota???
Ela tinha 2 pais irresponsáveis, que só queriam cuidar da própria vida e dos negócios milionários deles. Queriam tirar férias? Botavam a filha pra dormir. Iam viajar a trabalho? Botavam a filha pra dormir. A filha fazia malcriação? Tá muito agitada, 'bora dormir! Aff...
A menina cresceu se sentindo um zero à esquerda. Seus pais controlavam tudo, sua mãe a tratava como uma boneca a ser vestida. Passavam meses viajando, deixando a garota lá em suspensão, e quando voltavam, davam uma festa, compravam-lhe roupas novas e ficava tudo bem...
Rose se apaixonou. Seu romance foi interrompido por anos porque ela estava sempre em estase, enquanto isso seu namorado ia crescendo e ficando mais velho.
Ela não conseguia se dar bem nos estudos. Sua válvula de escape era a pintura, e nisso ela se destacou. E isso tornou-se sua ruína.

Quando chega a hora em que ela começa a ser caçada, claramente você pensa que isso se dá por poder, afinal, ela é a única herdeira de uma baita corporação que controla quase tudo na face da Terra. E como ela é uma inútil para tomar decisões bobas, imagina controlar um império?
Mas você descobre que há mais em jogo. Que muitos acontecimentos do passado não lhe foram ditos, que sua vida valia menos do que ela se considerava (levando-se em consideração que ela se considerava menos que nada!), que tudo que ela acreditava poderia ruir a qualquer instante.

Vou ser sincera com vocês, não sei se gostei ou não do livro. De fato, a partir da página 90 a história deu um salto, tornou-se mais dinâmica, animada. Antes disso, me dava nervoso em ver a passividade daquela garota. Ela não reclamava de NADA. Ela não pedia nada diferente do que lhe era oferecido. Ela simplesmente não existia. Mas como ela passou a ter a vida ameaçada, e não queria morrer, ela teve que começar a agir, e isso mudou tudo.

Parece meio viral essa coisa de se escrever livros pós-apocalipses, do tipo "Jogos Vorazes" e "A Seleção". Essa ideia de fim do mundo se aproximando, ou todos esses ataques terroristas, têm feito pulular histórias em que a humanidade praticamante se destruiu e apenas uns poucos conseguem sobreviver, mas não sem sequelas.
Até curto umas histórias meio de suspenses (se este livro virar filme na certa terá um Q de suspense muito forte), mas não gosto de livros que me deixam deprê.

Quer saber se Rose morre? Não, mas há vários tipos de final não tão felizes assim.
Se você leu "Jogos Vorazes 3" e achou maravilhoso, então este livro será pinto. 
Livro tem que me fazer sentir feliz quando termino, e não falo isso só porque TEM que terminar com romance "felizes para sempre". Livro que me faz ficar introspecta ou que me faz xingar um PQP do tamanho do bonde (como este me fez), prefiro passar longe.

Mas acho que vale a pena você ser seu próprio juiz. Leia e depois comente aqui o que achou. Tenho certeza que muitas pessoas vão achá-lo o máximo.


*Ao som de "Leave Out All the Rest", com Linkin Park
http://www.youtube.com/watch?v=LBTXNPZPfbE

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Bella Andre - Por um Momento Apenas (Os Sullivan 2)



Ficha técnica: Por um Momento Apenas - Os Sullivan 2 (From This Moment On - The Sullivan 2)
Autora: Bella Andre
Editora Novo Conceito
Lançamento original: 2011
Lançamento BR: 2012
272 páginas

"Durante 36 anos, Marcus Sullivan fora o irmão mais velho, ajudando a cuidar de seus sete irmãos após a morte do pai, quando ainda eram crianças. No entanto, quando o futuro perfeito que ele planejara para si próprio transforma-se em nada além de uma mentira, Marcus precisa de uma noite de loucura para se esquecer de tudo.
Nicole Harding é conhecida no mundo todo por apenas um nome, Nick, graças à sua música pop contagiante. No entanto, o que ninguém sabe sobre essa cantora de 25 anos é que sua imagem de símbolo sexual é totalmente falsa. Depois de ter sido terrivelmente traída pelo homem que amava a fama mais do que ela, jutou nunca mais deixar ninguém se aproximar a ponto de descobrir quem ela realmente é... ou de magoá-la novamente. Principalmente aquele homem maravilhoso que Nicole conhecera em uma boate, ainda que o desejo e as promessas transgressoras em seus olhos negros a fizessem querer revelar todos os seus segredos.
Uma noite é tudo o que Nicole e Marcus concordam em compartilhar um com o outro. Contudo, nada acontece como planejado..."




Desde que vi Marcus aparecer no livro anterior, como o irmão mais velho de Chase e dono da vinícula onde o irmão se hospedara, tive um "feeling" de que a história dele seria melhor. E não me enganei.

Marcus Sullivan é um homem com H maiúsculo. Alto, forte, educado, bom nos negócios, responsável até o último fio de cabelo e super apegado à família.
Seu noivado com Jill já andava mal das pernas, e ao pegá-la em flagrante com um certo tatuado, cheio de piercings, Marcus finalmente vê que seus planos eram só isso. Planos. 

NOTA: Não tenho nada contra os tatuados. Eu mesma adorei o personagem de Travis Maddox e ele era tatuado e participava de brigas como ganha-pão. Mas vamos combinar!!! Trocar Marcus por aquele cara, é ser muito tapada!!!

Continuando... Depois de tal decepção, ele decide recuperar o tempo perdido ao lado da dama de gelo e cair de boca numa noite de luxúria. E numa boate, que nada tinha a ver com ele, ele topa com Nicole...

Nicole. Uma popstar ao estilo de Britney Spears. Adorada e idolatrada pelas crianças, teens e adultos. Fora enganada pelo namorado ao fazer do caso de amor deles uma maneira de ganhar dinheiro. Sua fama era de baderneira e irresponsável. Cansada de ser julgada pelo que não era, ela decide sair para uma noite de amor sem compromisso. E qual sua surpresa ao se deparar com um homem lindo, que parecia não combinar com aquele ambiente techno.

O que era para ser uma noite de amor, torna-se duas, depois três, até que cada um se descobre irremediavelmente apaixonado.

A história é linda. Ver o sério e responsável Marcus totalmente envolvido com uma mulher 11 anos mais nova, e gostar disso, é divertido. Ele é a antítese do tipo de homem que se envolveria com uma popstar, tendo sua vida filmada e perseguida pelos muitos fãs que ela tinha. Ele, mais do que ninguém, depois de viver e ajudar a criar seus irmãos, entre brigas, beliscões e conflitos infantis, prezava sua vida calma. Mas, naturalmente, ele não tinha como supor que, após descobrir a traição da noiva, iria se apaixonar tão rápido.

A dinâmica familiar deles também é muito interessante de ler. Pelo menos uma vez por mês, os Sullivan se encontram para um brunch na casa da mãe. E desta vez haverá um espetáculo a parte...

Você com certeza vai se apaixonar pela história e ficar na expectativa de como Marcus resolverá a situação.
A partir do momento que a saga foca nos Sullivan, a autora tem a sensibilidade de mostrar sempre primeiro quando um deles se descobre apaixonado, para depois mostrar o lado do(a) companheiro(a).

E como a autora gosta de dar nomes de músicas aos seus livros, ela trouxe-nos um clássico de Cole Porter para ser o tema.
Sim, este mesmo nome é de uma música da Shania Twain, e normalmente pensaríamos que o nome do livro se deve a esta última. Mas ao ler o livro você descobre que não. Mas como as duas músicas são lindas, vou postar os dois videos aqui. Enjoy it!!


a música de Cole Porter



a música atual, com o mesmo nome


Ah!! E o próximo Sullivan será o bombeiro, Gabe. Já estou ouvindo as sirenes...


quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Jeaniene Frost - Destinada à Sepultura (Night Huntress #4)



Ficha técnica: Destinada à Sepultura (Destined for an Early Grave - Night Huntress #4)
Autora: Jeaniene Frost
Editora Novo Século
Lançamento original: 2009
Lançamento BR: 2012
306 paginas

"Desde que a mestiça Cat Crawfield e seu amante vampiro se conheceram, há seis anos, já enfrentaram mortos-vivos trapaceiros, combateram um vampiro Master vingativo e celebraram sua devoção mútua com a união pelo sangue. Agora merecem um descanso.
Mas sua esperança de uma viagem perfeita a Paris é abalada quando, certa noite, Cat acorda aterrorizada. Ela tem visões com um vampiro chamado Gregor, ainda mais poderoso que Bones, que afirma ter laços com Cat no passado, laços que ela própria desconhece.
Na batalha iminente entre o vampiro que assombra seus pesadelos e aquele que tem seu coração, Cat vai precisar de todo o poder que puder convocar para destruir o pior sanguessuga que já enfrentou... Mesmo que obter esse poder resulte numa 'ida à sepultura'."




**SPOILER**


Pode um livro ficar melhor que o anterior?
Parece que com esta série, pode.
É de perder o fôlego as artimanhas que acontecem na vida desses dois (Cat e Bones).
Quando tudo estava acertado para umas férias, prolongadas, ir a Paris num veleiro, Cat começa a ter uns pesadelos mais que sinistros. Principalmente porque a pessoa que falava com ela em seus sonhos era um vampiro mais velho e poderoso que Bones e dizia que tinha direitos sobre ela.

Como assim???

Eis a bomba: Gregor, este vampiro poderoso, era o verdadeiro marido de Cat.

É claro que Bones não vai deixar isso barato. Até porque Cat jura de pés juntos que nunca vira aquele vampiro mais gordo. 
Mas é aí que entra aquele nosso amigo Mencheres e solta toda a verdade...

Gente, é muuuuuuita adrenalina.
Tudo bem que a série é literatura fantástica recheada de suspense e aventura. Mas quem acompanha a série sabe que o ponto fraco de cada um dos 2 principais é o parceiro.
O passado de Bones quando humano (garoto de programa) ainda mexe com a cabeça de Cat, e isso é usado como arma contra ela várias vezes. Como se pode ficar longe de um vampiro lindo, que exsuda poder e, ainda por cima, é um deus na cama? Claro que a mulherada, mortal ou imortal, vai car em cima!
No caso de Cat, seu passado é mais tranquilo, mas em compensação tem a amizade de Vlad, que incomoda muito Bones, e a paixão descarada de Tate, que mais do que incomoda Bones.

Além de toda as cenas de batalha - muito bem descritas -, tem as cenas hots (uau!!) e algumas partes tristes. A partir deste volume parece que a autora resolveu começar a matar alguns dos personagens principais. Triste...

Leitura prazerosa do princípio ao fim.
E o bom, a situação toda é resolvida por aqui. Sem essa de cenas dos próximos capítulos.



terça-feira, 20 de novembro de 2012

Lisa Marie Rice - Trilogia Dangerous



Ficha técnica: Trilogia Dangerous (Dangerous Trilogy)
Autora: Lisa Marie Rice
Editora Avon Red
Lançamento BR: ainda não

LITERATURA CONTEMPORÂNEA-ERÓTICA.


Sim, eu sei. É a terceira resenha seguida com esta autora.
Mas o que posso dizer em minha defesa? Os livros dela são viciantes.
À primeira vista - sendo os primeiros que li publicados pela Ellora's Cave - parece que os livros são como muitos romances simples, repletos de sacanagem.
Bom, eles realmente têm sacanagem, mas posso dizer que o enredo é interessante.
Nota-se uma predileção da autora por tipos militares. Seus personagens masculinos sempre estiveram envolvidos em algum grupo militar altamente qualificado, e depois, por algum motivo, eles abandonaram essa vida. Mas obviamente que você não abandona uma vida inteira de treinamento só porque virou um civil.
Os "bad guys" de seus livros são gente da pesada. Todo tipo de mafiosos, assassinos, caçadores de fortuna e escória desse nível. Portanto, o fato de seu herói ter um treinamento afiadíssimo é um plus.

Já as mocinhas, tem para todos os gostos: as fortes, as frágeis, as endivididadas, as milionárias, as famosas, as que querem passar desapercebidas, as frígidas... Mas no final, todas elas tiraram a sorte grande ao encontrarem esses deuses gregos.
Deuses por serem fortes, viris, super-protetores, mas nem sempre eles são lindos de morrer. De fato, muitas vezes a autora deixa bem claro que o personagem NÃO é bonito, mas tem um físico de matar.

Além destas 3 trilogias (esta e mais PROTECTORS e MIDNIGHT, já resenhadas), Lisa Marie Rice possui títulos únicos. Seus livros ainda não chegaram ao BR, mas com o advento de tantos títulos mais HOT, acredito que muito em breve esta autora será descoberta por aqui.

Se você se interessar em conhecer outros livros dela, veja seu site em:

http://www.lisamariericebooks.com/books/


Agora, vamos aos PERIGOSOS aqui:

Livro 1 - Dangerous Lover - 2007 - 337 páginas



"Caroline Lake está precisando desesperadamente de um pensionista porque a morte recente de seu irmão mais novo deixou-a repleta de dívidas médicas. Então, um estranho alto chega em sua loja e a olha com uma intensidade especial.
Embora Jack Prescott parecesse perigoso e lhe despertasse sentimentos sombrios, o coração mole de Caroline se derrete quando ela vê suas roupas ásperas e baratas. Jack é um homem sem sorte e ela sabe tudo sobre isso.
O que Caroline não sabe é que ele tem 21 milhões de dólares em diamante de sangue, tomados de um empregado trapaceiro, na África, ou que Jack passou os últimos 12 anos sonhando com ela..."

Esse livro é muito lindo.
Os protagonistas se conhecem há anos, quando Caroline era uma linda e rica moça numa cidade pequena, e Jack, o pobre menino miserável que morava num asilo com seu pai alcoólatra.
As agruras da vida fizeram-lhes a separação, e as mudanças.

Doze anos depois, Jack volta para aquela cidade achando que teria que começar o rastro por Carolina de algum lugar. Qual sua surpresa ao descobrir que ela continuava morando na mesma casa que era de seus pais, ainda solteira, completamente sozinha e coberta de dívidas. A vida não tinha sido generosa com ela. Mas isso não tinha importância, porque agora Jack estava lá para tomar conta dela.



O que ele não contava era que tinha sido seguido desde a África por um tipo inescrupuloso, querendo apenas pôr as mãos nos milhões de dólares em diamantes.
Lembra-se daquele filme com Leonardo DiCaprio, Diamante de Sangue? Pois bem, o enredo do livro gira em torno disso. De toda a maldade existente na extração desses diamantes. Vidas que são mortas, estupradas, a fim de se colocar as mãos num verdadeiro tesouro.
Esse diamante está manchado de sangue de suas vítimas, mas os bandidos não querem saber disso, querem?

Em meio a todo esse drama, há tempo para o despertar de um amor que cresceu ao longo dos anos. Amor este que Caroline não tinha ideia existir, mas fez-lhe um bem danado.
A descrição das cenas de como Jack se sente quando olha para ela ou a vê fazendo algo, é de tirar o fôlego.
Um livro romântico e informativo.

Em 2011 a autora deu um presente às fãs ao escrever um novo livro com os personagens. Na verdade, um conto.




Livro 2 - Dangerous Secrets - 2008 - 352 páginas



"Charity Prewitt, uma bibliotecária de uma pequena cidade, jamais sonhou conhecer ou apaixonar-se por um homem como Nicholas Ame. O bonito, encantador, sedutor milionário que apareceu em Parker's Ridge, Vermont, e que pôs seu mundo de cabeça para baixo imediatamente. Nick é poderoso, sensual, o homem perfeito, que sabe o que dizer e onde tocar para obter que Charity alcance novas e ardentes cotas de ditoso abandono. Nunca antes a afetada e perfeita Charity se deitou com um perfeito desconhecido, e agora estava ali com ele, e não poderá impedi-lo.
Mas Nick Ame não é o que diz ser. Na realidade é Nicholas Ireland, aquele a quem chamam de 'O Homem de Gelo'. Um ex-agente do Delta Force, que agora é um agente de alto nível que trabalha encoberto, e que fará tudo o que seu governo exigir: mentir, seduzir, trair... matar, se for necessário, pelo bem da missão. E desta vez sua missão é Charity Prewitt.
De repente uma mulher abriu uma fenda em seu frio controle e inflamou completamente suas paixões. E antes que o sonho erótico se converta em pesadelo, será Charity capaz de derreter o coração do Homem de Gelo?"



O enredo é aqui é forte, assim como o vilão. A Máfia Russa não brinca em serviço e algumas descrições de como as pessoas são torturadas, é revoltante.
Mas, em meio a esse caos, eia que surge uma doce bibliotecária que é a real missão de Nicholas Ireland, ou melhor, Nicholas Ame. Isso tudo porque Charity Prudence (prudente caridade...quem tem um nome desse?) é a cara da falecida amante do chefão da máfia, que por sua vez, está com uma fixação nela.
A missão seria grudar na garota para descobrir o que pudesse sobre a futura armação do chefão russo.
Mas claro, Nick não contava com a doce personalidade de Charity e que em pouquíssimo tempo ele estaria totalmente enfeitiçado e querendo protegê-la a todo custo. Mesmo que isso significasse o fim de sua carreira...
O mocinho pode não ser o melhor atirador dentro os tantos espiões já descritos pela autora, mas com certeza ele é imbatível atrás de um volante.

Uma série bem mais voltada para o enredo de suspense, mas que carrega no tom sensual do casal.
Uma bela história...

Nota mental: correr para fazer um curso de Biblioteconomia, pois é lá onde aparecem os gostosões milionários eheheheh...

Livro 3 - Dangerous Passion - 2009 - 320 páginas



"Sentimentos matam mais rápido que bala. Essa era a crença de Drake. Uma lenda, um renegado, um implacável e poderoso enigma, que não era compreendido por ninguém, mas era temido por todos. Viktor 'Drake' Drakovich dirige um império de bilhões de dólares, e não mostra misericórdia para com os muitos inimigos que não paravam diante de nada para destrui-lo. Ele é um homem sem amor e sem fraquezas até...
Grace Larsen tira o fôlego de Drake à primeira vez em que ele a vê. E rapidamente se torna sua obsessão. Nunca antes ele queimou por alguém do jeito que deseja esta artista assombrosamente bela, que é atormentada por sonhos perturbadores.
Ele anseia possuí-la, protegê-la, levá-la a novos patamares de excitação sensual e arrebatadora liberação. Mas entrar no mundo de Drake significa tornar-se um alvo. Seus implacáveis e sanguinários inimigos estão ansiosamente esperando que ele exponha seu ponto fraco. E o preço de sua paixão pode ser a sua vida."




O anti-herói.
À primeira vista você não lembra de quem se trata. Até que a descrição de suas atividades lhe reportam a um personagem pouco mencionado no livro 1, Drake. Apenas Drake.
Viktor Drakovich poderia ser chamado de várias coisas, menos de "apenas". Ele era implacável. Depois de passar anos sendo treinado entre os melhores, ele foi para os Estados Unidos e fez uma fortuna.
Conhecendo a guerra como ninguém, ele se beneficiava vendendo armas, identidades falsas, informações aos dois lados. Com uma mão, sua empresa aérea transportava armas para o governo americano, com a outra, ele vendia armas para os inimigos americanos. Ele não tinha pátria, não tinha amigos, não tinha família, não tinha ponto fraco. 

Até conhecer a artista Grace Larsen.
Duas vezes por mês, religiosamente, um representante dele comprava uma obra feita por ela, não importando o preço pedido pela galeria. E ele... ficava às sombras apenas observando-a.

De posse dessa informação, um dos inimigos de Drake decidiu vingar-se e fazer de sua vida um inferno. O que seu inimigo não sabia era que Drake era o próprio diabo...
E ao final, as decisões a serem tomadas mudariam para sempre suas vidas. Até que ponto uma pessoa é capa de abrir mão de sua vida para estar com quem se ama?

Dos três livros, este foi o mais intenso.
O primeiro foi lindo (apesar das partes violentas) porque remonta a um amor de anos, que nunca acreditou-se poder virar realidade. O segundo, eram tantos segredos a serem desvendados... Nick nunca se sentira preparado a ter uma vida normal. Ele foi treinado para ser um agente e ele era danado de bom em fazer o que a maioria da humanidade consideraria errado; e só uma pessoa muito especial poderia atingi-lo em seu casulo. Neste, o bandido vira mocinho. Tudo que um vilão pode fazer, Drake faria cinco vezes melhor e mais rápido. Sem escrúpulos, sem vergonha, sem arrependimentos. Mas apesar da feiura do mundo, ele soube reconhecer a beleza na arte de Grace, e de uma forma intensa, nunca antes sentida, ele quis aquilo para ele. Não é à toa que ele também ganhou um conto como continuidade de seu romance com Grace (capa abaixo).



Sem dúvida, Lisa Marie Rice entrou para o rol de minhas escritoras preferidas. Ela soube dosar em suas trilogias toda a aventura, romance, sensualidade e suspense que um livro precisa.
Acredito que acabei lendo suas trilogias numa ordem confortável - começando com MIDNIGHT, depois  PROTECTORS, e agora esta. As duas primeiras têm bastante ação, mas não se comparam a esta daqui.
Livros para serem relidos de tempos em tempos.



a autora




*Ao som de "What I've Done", com Linkin Park
http://www.youtube.com/watch?v=8sgycukafqQ