quinta-feira, 30 de maio de 2013

Eden Bradley - Exotica



Ficha técnica: Exotica - Seven Days of Kama Sutra, Nine Days of Arabian Nights
Autora: Eden Bradley
Editora: Delta (USA), Black Lace (UK)
Lançamento original: 2007 - relançamento: 06/junho/2013
Lançamento BR: ainda não
336 páginas


"Bem vinda ao Exotica... um exuberante e sensual refúgio onde as mulheres podem realizar suas fantasias mais secretas

Entre - e deixe suas inibições do lado de fora.

Quando uma velha amiga, Caroline, convida-a a passar uma semana de mimos e prazer no Exotica, Lilli DeForrest não tem ideia do que a aguarda. Mas quando Rajan entra em sua suíte, a atração é imediata, intensa, esmagadora. Ele é o seu amante ideal, - tornando-se carinhoso, erótico e o seu guia no prazer. Mas como Lilli está prestes a descobrir, o toque magistral de Rajan é apenas o começo...

Como gerente do luxuoso retiro sexual, Caroline Winter cria fantasias escapistas maravilhosas para suas clientes. Agora, ela está prestes a viver a sua própria: o exótico Dark Kian vai desafiá-la a experimentar os prazeres requintados que ele oferece. Mas o que Caroline não esperava é o poder da sensualidade de Kian...Render-se a ele significa abandonar-se completamente, dando a ele total controle.

Para Lilli é a chance de testar os limites da sua sexualidade. Para Caroline, que está confiando a Kian seus desejos mais ocultos, é a oportunidade de descobrir seu próprio segredo guardado à sete chaves. E para as mulheres, é uma viagem às profundezas ocultas da fantasia, quando elas descobrem o quão longe podem ir em busca da sedução, rendição e prazer além da imaginação..."

ROMANCE CONTEMPORÂNEO-ERÓTICO. TEMA ADULTO.

(English review scroll down)

E para terminar o mês de maio, uma resenha para lá de sensual.

Um Resort para o Sexo. Já pensou nisso? Pois é exatamente o que acontece com nossas duas protagonistas.
Caroline Winter gerencia este lugar paradisíaco, e para ajudar uma amiga que está enfrentando um divórcio, convida-a a passar uma semana (re)descobrindo o prazer no Kama Sutra. O par de Lilli, Rajan, mostra-se atencioso, carinhoso, um deus do sexo, ensinando-a todas as posições, a respiração tântrica, a beleza dos desenhos em henna, o ritual do banho... Enfim, tem descrição dos atos mais sensuais que você possa imaginar. E você, do lado de cá do papel, como é que fica?


Pois é, de boca aberta!
E para completar a fantasia, eles acabam se apaixonando.
É claro que Lilli jamais pediria a Rajan que mudasse de vida por causa dela. Mas ele, muito envolvido, decide que está mais do que na hora de colocar o seu projeto de vida em prática, e sem pensar duas vezes, parte em busca de sua felicidade (sobem os créditos e a musiquinha do Felizes Para Sempre.... Ah, não! Ainda falta a outra).

A história seguinte diz respeito à própria gerente, Caroline.
Ela é dessa mulheres de mente aberta (para trabalhar num lugar desse precisa mesmo!), independente, que não deixa as emoções a controlarem. Na verdade, Caroline tem algo obscuro em seu passado e ela meio que se fechou para qualquer tipo de envolvimento emocional.
Prestes a inaugurar uma nova ala no Resort, As Mil e Uma Noites, ela contrata o sexy Rian para ser o principal. Mas antes ela terá de "testar" as suas habilidades (Nossa! Que trabalho horroroso esse dela, não?). E assim, ela e Rian passam nove dias entre lençois, almofadas, piscinas e todos os lugares que sua imaginação levar, em busca dos prazeres dela, que, pelo visto, estavam muuuuito enterrados. E quando tudo termina, você se pergunta: por que eu não encontro um desses? E se sente...

com raiva


infeliz


e choooooooooora!!!


O livro é mais uma coletânea de contos eróticos.
Eu não sabia a princípio, mas Eden Bradley e EVE BERLIN são a mesma pessoa. Porque dois nomes para o mesmo tipo de escrita, não me pergunte, não faço a mínima ideia.

Os contos são interessantes, e apesar de terem uma explicação do porque as personagens precisam desse tratamento de choque, o livro acaba sendo só sobre sexo. Eles dormem e transam, comem e transam, tomam banho e transam, veem o pô do sol e transam... TUDO é motivo para uma boa transa. Ponto. As implicações psicológicas vêm por tabela.

O ritimo da história é bom.
Não senti conexão com os personagens.
Ponto positivo: para o que se propõe, o livro é muito bom. Em especial a primeira história, sobre o Kama Sutra, as intruções são bem interessantes.
Ponto negativo: de minha parte não gosto de livros que só trazem o sexo como ponto central. Ele é um complemento à história, que pode torná-la bem mais interessante.

Apesar de não ser o estilo de livro que eu gostaria de ler, admito que a história foi muito bem escrita. Por isso dou 3,5 ESTRELAS.

Se você gosta de livros que mantêm sua calcinha molhada, adquira o livro:



Sobre a autora:



*Cópia do livro (ARC) enviada pela editora através do NetGalley, em busca de uma resenha sincera e imparcial.
-----------------------------------------------------------------------------------------

English Review

A Resort for Sex. Ever you think about that? This is exactly what happens with our two main characters.
Caroline Winter manages this heavenly place, and to help a friend who is facing a divorce, invited her to spend a week (re) discovering the pleasure in the Kama Sutra. Lilli's partner, Rajan, shows up caring, affectionate, a sex god, teaching all positions, tantric breathing, the beauty of the designs in henna, the bath ritual ... Anyway, the act description is the hottest  you can imagine. And I thought for myself, on this side of the paper, how is it?

Yeah,  mouth opened!
And to complete the fantasy, they fall in love.
It is clear that Lilli would never ask to Rajan to change his life for her. But he, too involved, decide which is more than time to put his life plan in right place, and without thinking twice, goes in search of his happiness.

The following story concerns about the Resort manager, Caroline.
She is an open-minded woman (to work in a place that she really needs!), independent, who does not let emotions control. Indeed, Caroline has something dark in her past and she half closed to any kind of emotional involvement.
About to open a new part at the Resort, The Thousand and One Nights, she hires the sexy Rian to be the principal actor. But before that she has to "test" his skills (Wow! What this horrendous work it, no?). And so, she and Rian spend nine days between sheets, pads, swimming pools and all places that take your imagination in search of their pleasures, which, apparently, were soooo buried. And when it ends, I wonder: why I do not find one of these? Then you feel ... ANGRY, UPSET, and CRY A LOT.

The book is more a collection of erotic stories.
I did not know at first, but Eden Bradley and EVE BERLIN are the same person. Why two names for the same type of writing, do not ask me, I have no idea.

The stories are interesting, and although they have an explanation of why the characters need this shock treatment, the book ends up being just about sex. They sleep and f..., f... and eat, bathe and f..., see the sundown and  f... EVERYTHING is reason for a good f.... Period. The psychological implications come on second placeThe pace of the story is good.

I felt no connection to the characters.
Positive point: to what is proposed, the book is very good. In particular the first story, about the Kama Sutra, the instructions are very interesting.
Negative point: for my part I do not like books that only bring sex as a central point. It is a complement to the story, which can make it more interesting.

Although it's not the style of book I like to read, I admit the story was well written. So I give 3.5 STARS.


quarta-feira, 29 de maio de 2013

Mary Blayney - One More Kiss



Ficha técnica: One More Kiss (Pennistan #5)
Autora: Mary S. Blayney
Editora Bantam Books
Lançamento original: abril/2013
Lançamento BR: ainda não
448 páginas


"Enviadas por seu ambicioso pai para conseguir um marido, Beatrice Brent e sua irmã gêmea Cecilia, participaram de uma festa no campo, junto com vários pretensos candidatos a noivos. Desafiadoramente, Beatrice flerta descaradamente com o Lord Jessup Pennistan um jogador com um escândalo em seu passado - exatamente o tipo de homem que seu pai a havia alertado para evitar. Mas quando o flerte vai longe demais, Beatrice se vê forçada a ficar noiva, e pior, afastar-se de sua família. Convencida de que as más atitudes de seu noivo nada trarão para si, a não ser uma baita dor de cabeça, Beatrice se sente impotente ante à sedução de Jess e aos prazeres do leito conjugal.

Um homem que perdeu no jogo mais do que sua família está disposta a perdoar, Jess logo percebe que comprometer Beatrice foi seu melhor erro. Mas se quiser mantê-la ele deve corrigir os erros do passado, recuperar a fortuna perdida e fazer a aposta mais ousada de toda sua vida. Por enquanto ele tem tudo para ganhar... e tudo a perder."

ROMANCE HISTÓRICO.

(English review scroll down)


Apesar de a protagonista ter uma irmã gêmea que aparece bastante na história, este livro trata-se do romance entre Beatrice e Jess.

Elas são gêmeas, mas não poderiam ser mais diferentes. A começar pela aparência, Cecilia tem a descrição física das mocinhas dos contos de fadas: pele branca, cabelos muito louros e profundos olhos azuis; enquanto Beatrice tem seus cabelos e olhos castanhos. Na atitude elas também diferem, sendo Cecilia a mais insegura, e Beatrice a mais ousada. Talvez exatamente por isso Beatrice se sentisse na obrigação de agir como se fosse uma irmã muito mais velha - a mãe delas havia morrido apenas 1 ano antes - e toda vez que algum cavalheiro se aproximava dela, ela logo começava a exaltar as qualidades da irmã.

O pai delas, que não possuía nenhum título de nobreza, achava já estar na hora das gêmeas arranjarem maridos, por isso fez com que elas participassem de uma "house party" (aquelas festas na casa de campo que duravam uma quinzena, com jogos e gincanas para entreterem os convidados). Cecilia, mesmo sentindo-se nervosa e insegurança perto de tantas pessoas desconhecidas, estava animada com a possibilidade de encontrar um noivo. Já Beatrice, não.

Jessup Pennistan participava da "house party" apenas para tentar reaver uma propriedade que ele havia perdido num jogo de cartas e sua família jamais o perdoaria por isso. Ele não pensava em arranjar uma noiva, muito menos fazer a côrte a alguma delas. Mas acabou fascinado pelo jeito de Beatrice. A maneira protetora com que ela tratava a irma gêmea, seu entendimento sobre pintura - Rembrandt especialmente - e sua pouca boa vontade em se deixar fazer a côrte por qualquer um dos outros cavalheiros, só fez seu interesse por ela aumentar.

Mesmo sem ambos quererem firmar um compromisso, acabaram sendo pegos num ato comprometedor e, com isso, tiveram sim de ficar noivos.
A esta altura, o interesse de Jess por ela começou a ser verdadeiro, mas ele sabia que para ser merecedor dela, ele teria de lutar e reconquistá-la.

Todos que acompanham minhas resenhas, sabem o quanto eu adoro um romance histórico.
A capa deste livro é linda e a sinopse também me chamou a atenção. Quando comecei a lê-lo achei interessante o fato de as protagonistas serem gêmeas - seria a história do livro fixada em ambas ou em apenas uma?
Mas com o passar da leitura meu interesse foi diminuindo. Não me senti conectada com os personagens - o casal principal.

Achava irritante aquela mania de Beatrice sempre exaltar as qualidades (leia-se beleza) da irmã, enquanto se diminuía. Depois, quando se nota que o par dela seria Jess, não houve um confronto genuíno. Quero dizer, espera-se que ou o casal fique logo enamorado, ou que eles não se suportem e briguem o tempo todo, tornando a conquista mais engraçada. Aqui não houve nem uma coisa, nem outra.

O ritmo da história, por se passar praticamente ao longo dos 15 dias da tal festa no campo, ficou um pouco arrastado, lento.
Veja bem, exatamente por Jess não ter um título alto, como o irmão dele, por exemplo, que era duque, e por ainda carregar nas costas um escândalo (ele foi mencionado nos altos de um divórcio como o causador do mesmo), ele não era bem visto aos olhos do pai das gêmeas para ser um possível candidato a marido. Só isso já deveria tornar a história interessante, porque com o jeito desafiador de Beatrice, partiria dela a vontade de conquistá-lo, desafiando seu pai e a sociedade. 
No final das contas, a irmã gêmea "bobinha" acabou sendo mais ousada do que a outra...

Como este livro faz parte de uma série, ele é o quinto, ao gostar de um livro, normalmente eu retorno para ler os anteriores. Não é este o caso aqui. Alguns dos personagens citados tiveram suas histórias já contadas, e, talvez, se eu os tivesse lido na ordem, eu poderia me sentir mais conectada com a história atual.

Os personagens tinham a possibilidade de crescerem mais. 
Nota-se que houve uma pesquisa profunda por parte da autora em descrever tão belamente os trabalhos do mestre Rembrandt.
Por isso dei 3 ESTRELAS.

Para saber mais sobre a autora:



Site  |  Goodreads  |  Facebook



*Cópia do livro (ARC) cedida pela editora através do NetGalley para uma resenha sincera e imparcial.
---------------------------------------------------------------------------------

English review

We could think this book is about the twin sisters Beatrice and Cecilia, but it's in fact about Beatrice and Jess's romance.

They are twins, but they could not be more different. Starting with the appearance, Cecilia is the physical description of the girls from fairy tales: white skin, long blond hair and deep blue eyes, while Beatrice has her hair and hazel eyes. They also differ in attitude, Cecilia being the most insecure, Beatrice, the boldest. Perhaps exactly why Beatrice felt compelled to act like a much older sister - their mother had died just one year before - and every time some gentleman approached her, she soon began to extol her sister qualities.

Their father, who had no title of nobility, thought to be already the time of the twins find husbands, so that they did attend a "house party" (those parties at the cottage that lasted a fortnight, with games and competitions to entertain the guests). Cecilia even feeling nervous and insecure around so many strangers, was excited about the possibility of finding a groom. But Beatrice, no.

Jessup Pennistan attended  the "house party" just to try to repossess a property he had lost in a card game and his family would never forgive him for that. He did not think about getting a bride, much less do any of them to court. But he felt  fascinated by Beatrice's way. The protective manner with which she was the twin sister, her knowledge of painting - Rembrandt especially - and her lack of willingness to be left to the court by any of the other gentlemen, has only increased his interest on her.

Even without both wanting to make a commitment, ended up being caught in a compromising act and, therefore, had rather stay engaged.
At this point,  Jess interesting on her started to be true, but he knew that to be worthy of her, he would have to fight and win her back.

All my review's readers know how much I love a historical romance.
The cover of this book is beautiful and the synopsis caught my attention. When I started reading it I found  interesting that the main characters were twins - the story of the book would be fixed at both or just one?
But over reading my interest was going down. I did not feel connected to the characters - the main couple.

Annoying habit of Beatrice always exalt her sister qualities (read beauty)  while diminished herself. Then, when it is noted that her pair would be Jess, there was not a genuine confrontation. I mean, it is expected that either the couple is immediately smitten, or they be that kind of couple could not be together for long time without arguing, making the conquest funniest. Here there was neither one thing nor the other.

The pace of the story, because they spend almost throughout the 15 days of that party in the field,  was slow.
Look, exactly because Jess does not have a title  as his brother, for example, he was Duke, and still charge back a scandal (he mentioned in divorce case as the cause of it), he does not was well regarded in the eyes of twins's father to be a possible candidate for a husband. That alone should make the story interesting, because when we know Beatrice's behavior it would be easy for her defying her father and society.
In the end, the  "silly and insecure" twin sister  ended up being more daring than the other ...

As this book is part of a series, it is the fifth, to enjoy a book, I usually return to the previous reading. This is not the case here. Some of the characters mentioned had their stories ever told, and perhaps if I had read in the order, I could feel more connected with the current story.

But because the characters had the chance to grow more, and I could noticed that there was a deep research about Rembrandt and his paintings, so I gave 3 STARS.





domingo, 26 de maio de 2013

Diann Shaddox - A Faded Cottage: A South Carolina Love Story



Ficha técnica: A Faded Cottage
Autora: Diann Shaddox
Editora Rebel Ink Press
Lançamento original: março/2013
Lançamento BR: ainda não
204 páginas

"Quando uma simples façanha, como segurar um pincel, vira a vida de Quaid Whiterspoon, um famoso artista, de cabeça para baixo, ele se torna um homem amargo. Esta é uma reportagem de como ele luta contra o destino. Não toda sua vida, mas apenas durante duas semanas.

Quaid tinha tudo que o dinheiro podia comprar, a não ser duas coisas: a pintura que ele tanto amava e a  única mulher que ele amou.

As águas calmas ao largo da Carolina do Sul chamam Quaid de volta a Hathaway Cove, à uma pequena e escondida casa de campo, com uma varanda inclicada na frente, pintura desgastada assim como ele... A mesma praia onde ele começou a pintar ainda jovem, o lugar onde ele encontrou o amor, e onde ele o deixou partir.

Sandy, o amor de Quaid do passado, descobre que ele anda perguntando por ela, da mesma forma que ela se perguntava sobre ele.
O amor deles ainda estava vivo. Reunidos depois de trinta anos, deixando que outros anos fiquem para trás, mas sendo surpreendidos pelo destino.

Sandy esconde um segredo...e eles têm suas duas semanas..."


ROMANCE CONTEMPORÂNEO. TEMA ADULTO. DRAMA.


(English Review scroll down)

Um amor que durou  trinta anos. Duas pessoas maduras que encontram a oportunidade de finalmente ficarem juntas, aproveitando cada minuto, vencendo os obstáculos que a vida lhes impôs.

"Sem arrependimentos."

Quaid e Sandy vinham de mundos diferentes. Ele vinha de uma rica família de Nova Iorque, vivendo no melhor dos endereços daquela cidade, estudando nos melhores colégios e tendo sua criatividade bem explorada até tornar-se um famoso pintor.
Ela, filha de uma mulher que trabalhava duro em dois empregos para manter a única filha, de pai desconhecido, que acalentava o sonho de ser botânica e estudar as belas plantas da Carolina do Sul.

Dois jovens que se encontram por acaso num dia de sol, em frente ao mar, e imediatamente sentem-se atraídos. Mas quis o destino, com a ajuda do pai dele e da mãe dela, que eles não ficassem juntos.

Tomaram rumos separados, mas sem nunca se esquecerem.
Em suas vidas profissionais ambos foram bem sucedidos, alcançando seus sonhos.

Trinta anos depois, passando a ter dificuldade para continuar o seu trabalho de pintura, por sofrer de Tremor Essencial (veja explicação aqui), Quaid decide voltar à antiga cabana onde viveu momentos maravilhosos e nunca mais tivera coragem de voltar. Ao começar a perguntar a um e outro sobre onde andaria Sandy, tem a grata surpresa de um dia encontrá-la na porta de sua casa.

O romance deles volta, mais maduro, mais forte. E mesmo querendo esconder dela sua debilidade, Sandy logo percebe a tremedeira dele.
Se ele escondia sua debilidade daqueles que o conheciam, imagine a surpresa dele ao descobrir que ela também tinha um segredo...

Uma história madura, trazendo personagens na faixa dos 50 anos.
Nada de problemas existenciais, nada de cenas de sexo tórrido. Apenas o recomeça de um amor parado no tempo.

O ritmo da história é calmo, bem condizente com os personagens. O romance é simples e esperado. Como o próprio título diz, é uma história de amor.
Você se sente atraído por cada um dos personagens, até pelo cachorro que aparece na soleira da porta de Quaid e vai ficando.

O final é lindo, dando um nó na cabeça do leitor, um aperto no peito e uma vontade logo de começar a levar a vida de forma diferente. Sem arrependimentos...

Não conhecia a autora e no final do livro, em sua biografia, traz sua luta desde que descobriu, aos vinte e poucos anos, ser portadora do Tremor Essencial.

Apesar de ser um livro com um tema que normalmente não me chamaria a atenção, pela beleza e pureza da história, merece  4 ESTRELAS.

Para adquirir o livro:  Amazon  |  Barnes & Noble

Sobre a autora:




Facebook  |  Twitter  |  Site


*Cópia do livro (ARC) enviada pela editora, através do NetGalley.
---------------------------------------------------------------------------------

English version review

A love that lasted for thirty years. Two mature people who find the opportunity to finally be together, enjoying every minute, overcoming obstacles that life has imposed upon them.

"No regrets."

Quaid and Sandy came from different worlds. He came from a rich family from New York, living in the best addresses in that city, studying in the best schools and having his creativity well explored to become a famous painter.
She, the daughter of a woman who worked hard at two jobs to keep the only daughter of unknown father, who cherished the dream to be botany and to study about the beautiful plants of South Carolina.

Two young people met each other on a sunny day, facing the sea, and immediately felt the  attraction. But as fate, with the help of his father and her mother, they didn't not stay together.

They took their separate ways, but never forget their love.
In their professional lives both were successful, reaching their dreams.

Thirty years later, being hard to continue his work in painting, for suffer from Essential Tremor, Quaid decides to go back to the old cottage where lived wonderful moments and never had the courage to return. As one begins to ask to another about where Sandy would lives, he had a pleasant surprise one day meeting her at the door of his house.

Their romance back, more mature, stronger. And even trying to hide his weakness, Sandy soon realizes his shaking .
If he hide his weakness of those who knew him, imagine his surprise to find that she had a secret ...

A mature story, bringing characters in their 50's.
No existential problems, no torrid sex scenes. Only resumes of love frozen in time.

The pace of the story is calm and consistent with the characters. The romance is simple and expected. As the title says, it is a love story.
You feel attracted by each of the characters, even the dog that appears at his doorstep and lives with Quaid.

The end is beautiful, tying a knot in the reader's head, chest tightness and making you wish  to start to take life differently. No regrets ...

I did not know the author and in the end of the book, in her biography, brings her own fight since discovered, in her twenties, to suffer of Essential Tremor.

Despite being a book with a theme that I normally do not draw attention, the beauty and purity of the story deserves 4 STARS.



sábado, 25 de maio de 2013

Brighton Walsh - Plus One



Ficha técnica: Plus One
Autora: Brighton Walsh
Editora Carina Press
Lançamento original: maio/2013
Lançamento BR: ainda não
Kindle edition

"Olivia odeia o mundo dos solteiros. Então, quando seu melhor amigo, Ian, se oferece para ser seu par numa série de casamentos que ela tem que participar, ela não pensa duas vezes. Embora ela não queira complicar uma bela amizade, ela não pode deixar passar a oportunidade de ter um par fixo, sem o drama do namoro. O que ela não esperava era encontrar um Ian maravilhosamente sexy...

Quando Ian vê sua velha amiga arrumada para o casamento #1, a atração juvenil que ele sentia o esmaga de uma forma avassaladora. Não demora muito e o acordo deles de não se envolver acaba se transformando em algo físico.  Mas como a vontade de Olivia de permanecer "apenas bons amigos" é sempre deixada bem clara, Ian sufoca seus sentimentos. No tempo que ainda resta aos dois, como Ian pode convencer Olivia que um par de ocasião pode tornar-se mais para a vida toda?"

ROMANCE CONTEMPORÂNEO.

(english version review scroll down)

Fofo, fofo, fofo. É assim que classifico este livro.
Um livro curto, praticamente um conto, mas que faz você dar boas risadas e sentir-se bem quando termina de lê-lo. Sem drama, sem complicações de vida, sem chatices. Apenas o velho e bom romance do tipo "sou-apaixonado-por-você-há-séculos".

É muito engraçado ler as descrições dos últimos encontros românticos de Olivia. A situação está feia para a mulhereda solteira!!
Até que o velho amigo Ian resolve ser o seu cavaleiro de armadura prateada e ajudá-la a estar presente em 9 casamentos nos próximos meses, sem parecer patética e solteirona por estar sozinha.



E depois de passarem tantas horas juntos, dançando, rindo, se divertindo, se embebedando, fica a dúvida: como dar o próximo passo sem arruinar uma bela amizade?
E lá pelo quinto casamento, quando finalmente algo acontece, você...



Leitura que vale muito a pena.
Ritmo muito bom. Personagens envolventes, você logo gosta deles e começa a torcer.
Ponto positivo: a autora não posterga nas cenas. Tudo acontece no melhor momento.
Ponto negativo: poxa....já acabou? Dá vontade de que fosse um livro maior.

5 ESTRELAS SEM DÚVIDA NENHUMA!!!! 

Para adquirir o livro:


Sobre a autora, que além de escrever bem, é linda:



Facebook  |  Site  |  Goodreads  |  Twitter

-----------------------------------------------------------------------------------

(English version review)

Cute, cute, cute. That's how I classify this book.
A short book, but that makes you laugh and feel good when you finish reading it. No drama, no complications of life, no boring scenes. Just good old romance like "I-am-in-love-with-you-since-ever."

It is very funny to read the descriptions of Olivia's past romantic dates. It's hard to all single women!
Until her old friend Ian decides to be her knight in shining armor and help her to be present in 9 weddings in next months, without appearing to be pathetic and lonely single.

And after spending so many hours together, dancing, laughing, having fun, getting drunk, the question is: how to take the next step without ruining a beautiful friendship?

Reading that is very worthwhile.
Very good pace. Engaging characters, you just like them and begins to want them together.
Positive point: the author does not take slow or fast steps on scenes. Everything happens at the best time.
Negative point: hey .... it's over? I feel like it could be a bigger book.

5 STARS WITHOUT ANY DOUBT!!!

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Shereen Vedam - A Beastly Scandal



Ficha técnica: A Beastly Scandal
Autora: Shereen Vedam
Editora ImaJinn Books
Lançamento original: março/2013
Lançamento BR: ainda não
216 páginas


"Inspirado no romance 'A Bela e a Fera'

A Bela do baile...
Lady Annabelle Marchante foi a sensação da estação até que usou seus poderes psíquicos para salvar a vida de um homem. Ela falhou miseravelmente deixando-o morto e sua reputação despedaçada.  Tudo que ela quer agora é consolar a viúva limpando a casa do espírito inquieto do marido desta. Mas o filho dela, o Lord de Manor, conhecido como a Besta, acusa-a de vir às terras de Cheshire na tentativa de fisgá-lo como marido. Completamente revoltada, ela se empenha para provar que ele está errado.

Torna-se uma persona non grata...
Lord Rufus Marlesbury, o Conde de Terrance, é suspeito de ter assassinado seu pai. Ele voltou para casa para limpar seu nome antes do ano novo ou, como prometido pelo Rei, Rufus seria levado ante à Câmara dos Lords para responder por seu crime. Ele não tem tempo a perder com uma senhorita fixada em arrumar marido, usando da aflição de sua mãe para conseguir um convite e ficar hospedada na casa dele. 

Quando um assassino encontra-se em ação..
Com um fantasma rebelde na mansão e cadáveres aparecendo pela aldeia, Bella tem de encontrar um jeito de achar o homem por baixo da aparência bestial, e Rufus deve aprender a acreditar no amor de uma mulher que não tem motivos para confiar nele. Somente trabalhando juntos eles podem parar um fantasma vingativo antes que ele atormente os hóspedes ou antes que o assassino faça uma nova vítima."

ROMANCE HISTÓRICO. PARANORMAL. SUSPENSE.


(English review scroll down)

Mais um romance inspirado na obra A Bela e a Fera.
Entretanto, a Fera aqui não se baseia numa aparência horrenda, ou alguma cicatriz de guerra. De fato, Lord Terrance é belíssimo. Sua fama de Fera é mais pelo seu temperamento irascível, distante...e um pouco de fofoca.

Desde o início, quando Belle e Rufus encontram-se em Londres, nada deu certo entre eles. E agora, que ela dirigia-se para mansão de campo dos Marlesbury, à pedido da própria Sra. Marlesbury, parece que os dois terão de se enfrentar novamente.

Belle é uma bela mulher, criada pela avô, e com um dom não muito bem aceito. Ela consegue ver fantasmas. Como a mansão de Manor parece estar sendo assombrada por um, sua ajuda foi solicitada pela condessa viúva. Mas ficar sob o mesmo teto que Rufus não seria fácil para Belle... muito menos para ele.

Rufus tem duas preocupações: descobrir quem matou seu pai para, assim, ele mesmo não ir para a cadeia, e tentar salvar as terras herdadas. Quanto mais ele tenta investigar, mais tudo se complica desde que pessoas com quem ele conversa, tentando reconstituir os últimos passos de seu pai, começam a morrer. Mais uma vez a culpa recai nele. Com tudo isso em mente, como ele teria condições de lidar com os sentimentos conflitantes que uma certa senhorita causa nele?

Gostei da parte do suspense porque sinceramente, num primeiro momento, errei quem seria o assassino. E as aparições do "fantasma" também eram ótimas.

O ritmo da história foi agradável. Os personagens são carismáticos e a conexão com eles foi imediata. O enredo baseado no conto de fadas sempre agrada.
Ponto positivo: os personagens tinham consistência. O suspense foi bem montado e o assassino foi uma surpresa interessante.
Ponto negativo: aquela tia chata (ahahahah)
Eis um livro fácil de indicar para outras pessoas e com certeza ficarei na expectativa do próximo livro dessa autora baseado num novo conto de fadas.

4,5 ESTRELAS!!

Abaixo o book trailer:



Para adquirir o livro:  Amazon  |  Barnes & Noble  |  The Book Depository


Sobre a autora:  Goodreads  |   Site  |   Facebook



-----------------------------------------------------------------------------------------

(English version review)

Inspired by Beauty and the Beast. However, the Beast here is not based on looks hideous, or any scars of war. In fact, Lord Terrance is gorgeous. His fame of the Beast is more for his irascible temperament ... and a little gossip.

From the beginning, when Belle and Rufus are in London, nothing went right between them. And now, she was heading for the Marlesbury country mansion, the request of Mrs. Marlesbury own, it seems that the two will face off again.

Belle is a beautiful woman, raised by her grandfather, and her gift is not very well accepted. She can see ghosts. As the Manor House seems to be haunted by one, her help was requested by the dowager countess. But staying under the same roof as Rufus would not be easy for Belle ... much less for him.

Rufus has two concerns: finding out who killed his father, so he did not go to jail, and try to save the lands inherited. The more he tries to investigate, everything is more complicated since people with whom he talks, trying to retrace the last steps of his father, begin to die. Again the fault lies on him. With all this in mind, how he would be able to cope with the conflicting feelings that a certain lady causes on him?

I liked the suspense parts because honestly at first time I was wrong about who was the killer. And all appearance of the "ghost" were also great.

The pace of the story was good, enjoyable. The main characters are charismatic and my connection with them was fast. The plot based on a famous fairy tale is always nice.
Positive point: the characters have consistency. The suspense was well set up and the killer was an interesting surprise.
Negative point: some characters can make us - the readers - want to kill them, like Rufus's aunt... But to the author that means she did a good work.
We can't forget about the cover, it's beautiful and helps to sell the book
It's a good and easy book to indicate to friends and for sure I'll pay attention to next release of this author about the same theme.

4,5 STARS!!!!



*Cópia do livro cedida pela editora através do NetGalley.



Cecilia Grant - A Woman Entangled



Ficha técnica: A Woman Entangled (Blackshear Family #3)
Autora: Cecilia Grant
Editora Bantam
Lançamento original: (previsão 25 de junho/2013)
Lançamento BR: ainda não
336 páginas

"Kate Westbrook tem sonhos muito maiores do que romance. O amor não vai colocá-la nas festas mais badaladas de Londres, muito menos impedir que suas irmãs sejam desprezadas, tudo porque um dia o seu pai imprudentemente embriagado casou-se com uma atriz.  Mas um marido nobre para Kate iria ajudá-la a ter um futuro mais adequado à neta de um conde. Armada com criatividade, uma beleza de tirar o fôlego e com a ajuda de uma tia ociosa mais cheia de conhecidos bem relacionados, Kate está pronta para tornar seu sonho em realidade. Infelizmente, um rosto familiar - embora irritantemente lindo - parece decidido a perturbar o seu esquema.

Implorado pelo pai preocupado de Kate a que mantivesse afastado todos os libertinos que quisessem explorar os encantos de sua filha, Nick Blackshear pôs de lado a atração que sentia por Kate para ajudar o bom amigo. De qualquer maneira, ela já tinha deixado claro para ele que ela não lhe correspondia o sentimento, embora que vigiá-la não faria com que seus sentimentos por ela diminuíssem. Paixão imprudente leva ao despertar do amor, e o tempo estava se esgotando. Kate deve ver por si mesma que os encantos da alta sociedade não são nada em comparação com os infinitos doces prazeres exigidos pelo coração."

ROMANCE HISTÓRICO.


(English version review scroll down)

Este é um romance histórico diferente daqueles que costumo ler.
Ele é ambientado em Londres, na primeira década do século 19, em plena época da efervescência do lançamento do livro "Orgulho e Preconceito" que, por sinal, é bastante citado pela nossa heroína como exatamente o que ela NÃO deveria fazer.

Kate vem de uma família de cinco filhos. Sua família não é rica, mas tem posses. Acontece que os Westbrooks são desprezados pela própria família simplesmente porque anos atrás o Sr. Westbrook casou com uma atriz. Isso bastou para que passassem a ser desprezados por muitos. O casamento deles era feliz, mas somente isso não bastava. E apesar de seus filhos aceitarem isso bem, o desprezo da sociedade magoava Kate.
Decidida a dar a volta por cima, nossa heroína, diferente das de outros livros, decide que não deve se casar por amor, mas sim com algum nobre influente, talvez um marquês.
Para isso ela planeja ao longo dos anos voltar a ter contato com sua tia, uma mulher influente, que agora encontra-se sem nada o que fazer desde que casou todas as filhas.
Radiante ante a perspectiva de começar a participar dos bailes e eventos para ser apresentada a algum nobre que valesse a pena, Kate apenas deseja que nada atrapalhe seus planos...

Nick Blackshear era praticamente íntimo da família Westbrook.
E seu interesse por Kate vinha de longo tempo, apesar de ele negar isso a si mesmo.
Convocado pelo pai de Kate a mantê-la segura e afastada dos pilantras, por ocasião de sua ida aos eventos, ninguém esperava que Kate pudesse envolver-se com o próprio Nick. A atração era grande, mas Kate não queria abrir mão de sua idealização. Será que Nick conseguiria demovê-la de seus planos?

Este livro faz parte de uma série chamada "Família Blackshear", com seus 2 primeiros livros lançados em 2011 e 2012. Assim como este terceiro volume, as capas anteriores são lindíssimas.




O estilo da autora é bem diferente, quase acadêmico. Ela traz várias citações de escritores famosos e sua apreciação pelos livros de Jane Austen deu um toque especial à trama.

O romance foi descrito de forma bela, mas achei um pouco morno, mesmo para os padrões recatados da época.
Suas descrições dos costumes da época foram bem apuradas, percebe-se que sua pesquisa foi profunda.
Mesmo sendo parte de uma série, os livros são independentes em seus enredos.
Considerei Nick mais carismático do que Kate, e Violet, irmã da primeira, com suas ideias revolucionárias, daria uma heroína bem mais apimentada do que a idealista Kate.

O ritmo da história foi satisfatório. Não me senti conectada aos personagens centrais e em algumas partes desejei que algo mais emocionante acontecesse.

3 ESTRELAS!!

O lançamento do livro está previsto para o próximo mês e o livro já está em pré-venda.

Para saber mais sobre a autora:


Goodreads  |  Facebook  |  Site  |  Twitter



*Cópia fornecida pela editora Bantam através do NetGalley
----------------------------------------------------------------------------------------

(English version)

This is different  historical novel  than those I usually read.
It is set in London in the first decade of the 19th century, in the middle of released of book "Pride and Prejudice" which, by the way, is often cited by our heroine as exactly what she should NOT do.

Kate comes from a family of five children. Her family is not rich, but have possessions. It turns out that the Westbrooks are despised by their own family simply because years ago Mr. Westbrook married an actress. That was enough to pass to be despised by many. Their marriage was happy, but only that it was not  good enough. And despite their children accept it well, the contempt of society hurts Kate.
Determined to make a comeback, our heroine, unlike the other books, decides not to marry for love, but with some influential noble, perhaps a marquis.
For this she plans over the years to get back in touch with her aunt, influential woman, who now finds herself with nothing to do since all married daughters.
Overjoyed at the prospect of getting to attend the dances and events to be presented to some noble worth, Kate just wants nothing disturb her plans ...

Nick Blackshear was just about  close to Westbrook family.
And his interest in Kate came long time, though he deny it to himself.
Convened by Kate's father to keep her safe and away from the scoundrels, during her introduce to the society, no one expected that Kate could get involved with Nick himself. The flame was great but Kate did not want to relinquish her idealization. Will Nick be able to dissuade her of her plans?

This book is part of a series called  "Blackshear Family", with  first 2 books released in 2011 and 2012. As this third volume, the book covers  are gorgeous.

The author's style is very different, almost academic. She brings several quotes from famous writers  and her appreciation for Jane Austen's books gave a twist to the plot.

The novel has been described as beautiful, but I thought a bit warm, even for the modest standards of the time.
Her descriptions of the customs of the time were well cleared, realizes that her research was thorough.
Even though part of a series, the books are independent in their plots.
I  considered Nick more charismatic than Kate, and Violet, Kate's sister , with her revolutionary ideas, would be  a spicier heroine  than the idealistic Kate.

The pace of the story was satisfactory. I did not feel connected to the main characters and  in some parts  I wanted something more exciting  happened.

3 STARS!!